cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A COLHEITA DO MAL

    Por Livia Brasil
    20/04/2007

    Alguns grandes nomes de Hollywood costumam ter em seus currículos filmes que não estão à altura de seus talentos. A Colheita do Mal com certeza não é o pior filme estrelado por Hilary Swank e também não será o último ruim de sua carreira. O longa tem um argumento criativo que poderia ter sido muito bem aproveitado, mas isso não foi feito.

    Hilary Swank é Katherine Winter, uma ex-missionária cristã que perdeu sua fé depois que sua família foi brutalmente assassinada durante trabalho voluntário no Sudão. Por causa de sua descrença, Katherine passa a desvendar milagres com o auxílio da ciência, tornando-se mundialmente famosa. Ela é chamada para investigar estranhos acontecimentos em uma pequena cidade da Louisiana, curiosamente chamada Haven (um trocadilho com a palavra heaven que em inglês significa paraíso). Após a morte de um garoto na beira do rio, as águas do mesmo ficaram vermelhas como sangue, fazendo com que a cidade inteira culpasse uma pequena garota chamada Loren (AnnaSophia Robb), irmã da vítima. A população está associando a morte com as sete pragas do antigo Egito descritas na Bíblia. Para lutar contra esses estranhos acontecimentos, Katherine terá de buscar sua fé perdida.

    Os poucos momentos de tensão e os sustos são criados por meio de diversos clichês como pessoas que aparecem de repente, trilha sonora apropriada criando um certo clima de suspense ou mesmo a pequena Loren interpretada com os cabelos no rosto, tendendo aos filmes de horror japoneses. Apesar de todos esses elementos, A Colheita do Mal jamais pode ser considerado um filme de terror, mesmo por que não causa medo algum, já que o formato e desenvolvimento do roteiro aproxima-se do gênero suspense.

    Seu maior destaque é realmente a atuação da atriz Hilary Swank - vencedora de dois Oscars de Melhor Atriz por Meninos Não Choram (2000) e Menina de Ouro (2005) - que, depois de ter tentado interpretar uma mulher fatal em Dália Negra, pareceu estar à vontade com este personagem. Porém, o roteiro escrito por Caren e Chad Heyes, baseado em livro de Katherine Paterson, e a direção de Stephen Hopkins (Sob Suspeita) são fraquíssimos e não contribuíram para o talento que tinham à disposição. Nem mesmo a pequena AnnaSophia Robb (Ponte para Terabítia) consegue espaço para desenvolver seu misterioso personagem.

    A Colheita do Mal é o típico filme que seria lançado diretamente para locadora, caso não tivesse o marcante nome de Hilary Swank no elenco.