cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A GUERRA ESTÁ DECLARADA

    A história, que poderia ser triste e depressiva, é repleta de nuances, chegando a ser divertida por vezes<br />
    Por Roberto Guerra
    04/01/2012

    A Guerra Está Declarada convida o espectador a testemunhar a batalha da vida cotidiana por meio da história de amor e luta do jovem casal Romeo e Julieta, e de seu filho Adam, vítima de um tumor maligno no cérebro. Uma história com a força de uma grande tragédia, que poderia tornar-se um dramalhão choroso, mas graças ao roteiro inteligente de Jérémie Elkaïm e Valérie Donzelli, transforma-se num drama romântico realista, sensível e distante do sentimento de autopiedade.

    A história começa quando Romeo (Jérémie Elkaïm) e Julieta (Valérie Donzelli) se conhecem numa festa e se apaixonam de pronto. Eles brincam com a coincidência de seus nomes e se perguntam se um destino trágico os aguarda. Movidos pela paixão, vão viver juntos e têm um filho. O inesperado entra em suas vidas quando descobrem que o menino tem o desenvolvimento deficiente. Depois de alguns exames, vem o pior: o jovem Adam tem um tumor maligno no cérebro.

    A realidade implacável da possibilidade da perda do filho muda a vida do casal e leva Romeo e Julieta a embarcarem numa via-crúcis por sua salvação enquanto tentam, paralelamente, manter a lucidez e o amor que os uniu.

    Indicado pela França ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, A Guerra Está Declarada é inspirado na vida pessoal dos realizadores. Donzelli e Elkaïm formam um casal na vida real e têm um filho em situação parecida à narrada no filme. Trabalhando com elementos de sua realidade, Valérie se desdobrou escrevendo (ao lado de Elkaïm), dirigindo e protagonizando a produção, que ganha uma ambientação familiar favorável ao desenvolvimento da narrativa.

    A história, que poderia ser triste e depressiva, é repleta de nuances, chegando a ser divertida por vezes. Um conto de fadas moderno que não tem pena de seus personagens, apresentando à audiência uma abordagem ao mesmo tempo sensata e sensível.

    Cada sequência de A Guerra Está Declarada tem seu próprio ritmo, narrativo e estético, o que sutilmente reforça o que se vê na tela. Um retrato sólido e honesto do sofrimento de um casal com a doença rara do filho.