cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A LÍNGUA DAS MARIPOSAS

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    Espanha, 1935. Aos sete anos, o garoto Moncho (Manuel Lozano) passa por um período de pequenas e importantes descobertas na escola e na vida. Cheio de sabedoria, seu velho professor Don Gregorio (o veterano Fernando Fernán-Gomes, ator em quase 200 filmes e escritor e diretor de dezenas de outros) é um verdadeiro ídolo para o menino. Porém, a Guerra Civil chega espalhando terror, ódio e desconfiança entre os próprios espanhóis. O melhor amigo de hoje pode ser o inimigo mortal de amanhã e tudo o que parecia firme e sólido pode desmoronar a qualquer momento.

    Baseado em três contos de Manuel Rivas (La Lengua de las Mariposas, Carmiña e Um Saxo en la Niebla), o filme escancara a guerra como fator degenerativo do que existe de mais puro entre as relações humanas. Mostra claramente, de forma cruel e implacável, o ônus humano do conflito, as amizades que nunca mais se reatarão, as vidas que nunca mais se salvarão, as feridas que jamais serão fechadas. Não é um filme de guerra no sentido tradicional, de bombas e explosões, mas sim de forças muito mais devastadoras. A eterna desconfiança, por exemplo.

    O final - meio cifrado, meio enigmático - deixa aberta uma porta de esperança. Estaria Moncho querendo passar um recado secreto ao seu velho mestre, mostrando que ele se lembraria para sempre das velhas lições? Ou ele estaria simplesmente dizendo que tudo o que foi aprendido poderia se voltar contra o próprio professor? Aquelas lágrimas seriam de ódio ou tristeza? A resposta fica por conta de cada um, já que a insanidade de uma guerra, principalmente civil, jamais será explicada.

    A direção de A Língua das Mariposas é de José Luís Cuerda, produtor de vários filmes de sucesso, entre eles A Morte ao Vivo, Trancado por Dentro e o suspense Os Outros. A trilha sonora é assinada pelo cineasta e músico Alejandro Amenábar, também diretor de Os Outros.

    O filme foi Indicado a 13 prêmios Goya (o Oscar espanhol), ganhando o de roteiro adaptado.

    18 de dezembro de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br