cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A PRINCESA DE NEBRASKA

    Por Celso Sabadin
    20/11/2008

    Câmera na mão, planos fechados, tomadas intimistas em close, grandes momentos de silêncio, tempos estendidos... Estes elementos, que têm feito o sucesso do cinema oriental nos circuitos de arte de todo o mundo, estão fartamente presentes em A Princesa de Nebraka, do festejado diretor nascido em Hong Kong Wayne Wang (O Clube da Felicidade e da Sorte). Faltou, porém, um elemento essencial: uma história mais consistente a ser contada.

    Tudo gira em torno de Sasha (a estreante Li Ling), garota chinesa que viaja de Nebraska a São Francisco para tentar resolver um grande problema: uma gravidez indesejada, fruto de um encontro fortuito. Ela balança entre o aborto e a venda criança e em seu martírio de dúvidas pela cidade acaba encontrando algumas pessoas pelo caminho que podem ajudá-la nesta difícil decisão. Ou dificultá-la ainda mais.

    A perda da inocência, a transição da adolescência para uma maturidade forçada, a garota obrigada a enfrentar uma gravidez num momento em que ainda escreve diários com figuras de bichinhos, todos estes temas e subtemas abordados no filme não trazem exatamente nenhuma novidade nem para a obra de Wang, nem para o cinema de uma forma geral.

    Produzido nos EUA, mas com estética de filme chinês, A Princesa de Nebraka é baseado num conto de Li Yiyun. Na língua inglesa, conto é short story; na língua do cinema, talvez tivesse funcionado melhor como um short (curta-metragem).