cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A ÚLTIMA MÚSICA

    Miley Cirus estrela este drama idêntico a muitos outros que você já viu - e já chorou<br />
    Por Heitor Augusto
    10/06/2010

    Hollywood anda encantada com os livros de Nicholas Sparks. Suas histórias já deram origens aos filmes Querido John, Noites de Tormenta, Diário de uma Paixão e Um Amor Para Recordar. Agora, é a vez de A Última Música.

    O tom deste longa protagonizado pela estrela adolescente Miley Cirus é o mesmo. Emoção, jornada de transformação do herói, novas portas de diálogos abertas. Histórias ambientadas em bonitas e “inocentes” cidades pequenas dos Estados Unidos.

    O problema das versões cinematográficas dos livros Sparks geralmente recai sobre as costas do diretor. Todos têm o costume de pegar uma história que trabalha o sentimento e puxar ao máximo essa característica, com direito a repetir diversos clichês.

    Em A Última Música, Ronnie (Miley) é uma adolescente urbana que vai passar o verão com seu pai ausente, Steve Miller (Greg Kinnear), em uma pequena cidade sulista. A música é única conexão entre pai e filha e, talvez, a última chance para diminuir o abismo entre eles.

    Existe uma lista extensa de filmes sobre redenção bem superiores a este. Atuações sem brilhantismo e direção discreta, A Última Música é mais um produto vindo da mesma fôrma de produção. Trocam-se apenas a estrela, a locação a direção. A essência, a estrutura e a mensagem são sempre as mesmas. Simplesmente irritante essa sequência de filmes idênticos.