cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    ALI

    Por Karina Gouvea
    22/05/2009

    Após cinco meses desde sua indicação ao Oscar, a personificação de Will Smith como o boxeador Cassius Clay, mais conhecido por Muhammad Ali, finalmente poderá ser conferida nas telas do País.

    Ali, de Michael Mann (O Último dos Moicanos), conta a trajetória do lendário boxeador Muhammad Ali, de 1964 a 1974, que enfrentou desafios tanto dentro quanto fora dos ringues. Campeão mundial dos pesos pesados aos 22 anos, Ali teve de enfrentar o preconceito racial e religioso, além do governo norte-americano, quando se recusou a servir o Exército em plena Guerra do Vietnã.

    Para compor o boxeador, tido como polêmico e fanfarrão, Will Smith teve de passar por uma verdadeira maratona de exercícios e dietas alimentares, para aumentar seu peso de 83 para 100 quilos em um ano. Também teve de aprender a falar, gesticular e lutar como o verdadeiro campeão, assistindo a vídeos e treinando com pugilistas profissionais. Para dar realismo às cenas, Smith dispensou o uso de dublês, bateu e recebeu golpes pra valer, ao som da contagiante trilha sonora de Pieter Bourke e Lisa Gerrard - ambos de O Informante e Gladiador.

    E o esforço foi recompensado. Will Smith conseguiu encarnar Ali não só fisicamente, mas também em suas feições, gestos, falas e idiossincrasias. Para quem não apostava que o ex-rapper pudesse se desvencilhar de papéis cômicos em seriados de TV e na série MIB - Homens de Preto, Smith provou ser um ator de talento, que mereceu as indicações ao Globo de Ouro e ao Oscar.

    Além da atuação de Smith, outro ponto forte do filme é o roteiro bem-costurado de Eric Roth (Forrest Gump - O Contador de Histórias), que não perde o fio condutor para contar a transformação de Classius Clay em Muhammad Ali, sua relação com o islamismo, as mulheres, a mídia e os adversários.

    Para quem é fã dos melodramáticos filmes do lutador Rocky, interpretado por Sylvester Stallone, Ali não irá agradar. Trata-se de um drama épico que retrata com fidelidade dez anos da vida e carreira de um dos maiores boxeadores do mundo. Não à toa, a Fox irá lançá-lo nesta sexta-feira (30/8) primeiramente em algumas cidades do Nordeste do País, principalmente em Salvador, cidade natal do campeão brasileiro de superpenas Acelino Freitas - o Popó.