cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    UMA LONGA QUEDA

    Comédia de humor negro oscila, mas cativa
    Por Roberto Guerra
    19/05/2014

    Era para ser rapidinho, alguns segundos e baque! Fim. Mas, como denuncia o título deste filme, a queda acaba longa. E isso porque o grupo de suicidas que protagoniza o filme decide adiá-la depois que se encontram coincidentemente no topo de um arranha-céu às vésperas do Ano Novo.

    Este é o argumento desta comédia de humor negro inspirada em livro de Nick Hornby. Apesar de todos estarem decididos a morrer, por motivos diversos, um frustra a tentativa do outro e a confusão termina num pacto para se manterem vivos até o Dia dos Namorados.

    Eles são o apresentador de TV em desgraça (Pierce Brosnan), a mãe solteira lutando para cuidar do filho deficiente (Toni Collette), o músico fracassado (Aaron Paul) e filha de um político problemática (Imogen Poots). Depois do encontro inusitado, formam uma espécie de time à beira da morte. O problema é acreditar no desespero deles, que sempre parece insuficiente para atitude tão drástica.

    O elenco é talentoso, a premissa interessante, mas Uma Longa Queda tem dificuldade em achar o equilíbrio entre o drama e a comédia nonsense. O roteirista Jack Thorne nitidamente teve dificuldade em condensar em 90 minutos de filme a história desses quatro personagens a ponto de envolver o espectador em suas tragédias pessoais.

    O que atrai mesmo e segura o espectador é o carisma dos atores em cena. A fragilidade da história fica óbvia quando em dado momento notamos que o suicídio deixa de ser uma hipótese real. O humor, por seu lado, é instável. Arranca um riso aqui e ali, mas carece de situações realmente divertidas.

    Mesmo com suas deficiências, a comédia cativa por ser uma dramatização tocante sobre a amizade improvável e a importância do amparo em horas difíceis. Uma Longa Queda ao menos não se deixa ser, em nenhum momento, um alongado filme.