cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    ALVO DUPLO

    Policial dirigido pelo veterano Walter Hill está entre os piores filmes da carreira de Sylvester Stallone
    Por Roberto Guerra
    09/04/2013

    Sabe aqueles filmes policias B, geralmente exibidos pelas madrugadas na TV? Pois é, Alvo Duplo não chega a ser um deles. Para isso seria preciso melhorar consideravelmente. Estes, apesar dos atores canastrões e tramas rasas, em sua maioria ainda conseguem manter certa coerência. Alguns, inclusive, são ótimas distrações para atravessar uma noite de insônia. Já Alvo Duplo é ruim mesmo, já na lista dos piores filmes protagonizados por Sylvester Stallone.

    Na trama Sly é o matador de aluguel Jimmy Bobo. Ele atua em New Orleans, passou parte da vida na cadeia e tem um código de ética: não mata crianças nem mulheres. Logo no início do filme, quando vai executar um serviço, poupa a vida de uma prostituta que estava acompanhando a infeliz vítima. A decisão não faz a menor diferença para a história e serve apenas para o público ter a percepção de que, apesar de assassino, Bobo é um cara com certa humanidade. Ele também tem uma filha, Lisa (Sarah Shahi), cuja participação no filme se limita a de virar a donzela em perigo mais adiante.

    Dirigido pelo veterano Walter Hill (da franquia 48 Horas), o longa tem montagem irregular, roteiro frágil e sequências de ação e violência nada empolgantes. Mas o que chama a atenção mesmo são os sofríveis diálogos, que chegam a provocar vergonha alheia de tão mal elaborados. Eles ocorrem em geral entre Bobo e o policial Taylor (Sung Kang), enviado de Washington para New Orleans para investigar o assassinato de um ex-policial envolvido com o crime. Apesar de estarem em lados opostos da lei, Bobo e Taylor são obrigados a unir forças. E dá-lhe conversas idiotas – que se pretendiam espirituosas – entre os dois.

    Os vilões, todos péssimos e de motivações mal explicadas, incluem um especulador imobiliário (Adewale Akinnuoye-Agbaje), um advogado inescrupuloso (Christian Slater) e um brutamontes (Jason Momoa, o último Conan). Bobo e o agente Taylor, entre uma conversa tola aqui e outra ali, vão eliminando capangas até chegarem ao insosso confronto final com os líderes criminosos. Por essa hora nem mesmo uma luta de machados entre Sly e o grandalhão Momoa consegue nos fazer mudar de posição na poltrona.

    Sylvester Stallone já vez bastante coisa sem relevância, mas Alvo Duplo é do tipo de filme que faz Pare! Senão Mamãe Atira – considerado o pior de sua carreira – começar a parecer injustiçado.