cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    BEM CASADOS

    Casal protagonista se destaca em uma trama cheia de altos e baixos
    Por Pedro Tritto
    03/12/2015

    Dirigido por Aluizio Abranches (Um Copo De Cólera), Bem Casados é mais uma daquelas comédias que se apoia no bom elenco que tem para poder cair no gosto do público. Com uma narrativa cheia de altos e baixos, o maior destaque do longa realmente fica por conta das boas atuações do casal protagonista.

    Com alguns trabalhos realizados juntos na TV, Alexandre Borges (Meus Dois Amores) e Camila Morgado (Olga) mais uma vez apresentam um bom entrosamento na hora de transmitir os conflitos vividos por seus personagens.

    A atriz, por sinal, é a maior virtude do longa. Com um estilo a lá Audrey Hepburn, de Bonequinha De Luxo, e Jennifer Lawrence, de O Lado Bom Da Vida, Morgado cria empatia com o público ao trazer as nuances de uma mulher atrapalhada e com atitudes pouco convencionais. Destaque para a cena em que ela começa a discutir com uma garotinha durante a festa do casamento que deseja sabotar.

    Outro fator positivo é que o filme consegue manter um tom engraçado sem cair no besteirol. Aqui, o riso se apoia nas próprias situações e não nas piadas forçadas, que sempre aparecem na tentativa de arrancar uma risada fora de hora. Felizmente, Bem Casados não faz deboche e não tenta ser agressivo.

    Na história, Heitor (Borges) é um solteirão convicto de 40 anos que ganha a vida fotografando casamentos. Enquanto se prepara para um novo trabalho, ele conhece Penélope (Morgado), uma mulher sensual e independente que quer colocar um fim na alegria dos noivos Bruninha (Luiza Mariani) e Jaquinho (João Gabriel Vasconcellos).

    Querendo executar o seu plano a todo custo, a moça se infiltra na equipe de filmagens de Heitor e junto com ele acaba se envolvendo em várias confusões.

    Mesmo com algumas qualidades, infelizmente o filme tropeça em pontos importantes. Além de ter vários clichês, a história escorrega no excesso de personagens. A sensação é que todos os envolvidos com a trama, incluindo os com participações menores, precisam roubar a cena em algum momento.

    Letícia Lima, conhecida por causa dos vídeos do grupo Porta dos Fundos, é um exemplo disso. Interpretando a amiga de Penélope, Lili, é verdade que a atriz se destaca com boas piadas, mas claramente é prejudicada pelo roteiro de Fernando São Thiago. É uma pena que sua personagem faça apenas pequenas participações.

    Sem grandes pretensões, Bem Casados acaba sendo agradável graças as boas atuações dos protagonistas e por tentar sair do lugar comum ao trazer uma história leve e descontraída. No entanto, está longe de se tornar uma referência da comédia, principalmente por desenvolver mal e ofuscar alguns personagens importantes da trama.