cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    CARROSSEL 2 - O SUMIÇO DE MARIA JOAQUINA

    Filme apela para tom infantil, mesmo com elenco crescido
    Por Iara Vasconcelos
    13/07/2016

    Depois do grande sucesso de Carrossel, era quase obvio que uma sequência seria feita. Carrossel 2 - O Sumiço De Maria Joaquina traz de volta os vilões Gonzales (Paulo Miklos) e Gonzalito (Oscar Filho) que agora estão fora da prisão, após tentarem estragar as férias da turminha da Escola Mundial no primeiro filme, e armam um plano para sequestrar Maria Joaquina.

    Na primeira trama, as crianças ficam famosas na web com o clipe de PanáPaná. Graças a isso, chamam a atenção da popstar brasileira Didi Mel (Mía Mello), uma antiga colega da professora Helena. A cantora os convida para um show, mas os planos são interrompidos após o sumiço da patricinha interpretada por Larissa Manoela. Para tirá-la dessa, o grupo tem que desvendar uma série de charadas que levam a pistas de seu paradeiro.

    Carrossel 2 não tenta esconder seu tom infantil. Apesar do crescimento de seu elenco – que já beira à pré-adolescência – e até do público que acompanha a novela, a trama abraça o espírito juvenil e o humor canastrão, representado pela dupla de antagonistas e pela participação de Elke Maravilha, que aliás é um dos pontos altos e, além de arrancar risadas, traz uma presença de cena ímpar.

    Essa guinada infantilizada pode ser tanto bom quanto ruim, já que à medida que afasta o público mais "grandinho", garante o divertimento dos pequenos nas férias e, consequentemente, uma boa bilheteria. Por outro lado, percebemos que os temas mais adolescentes começam a despontar: Como os romances, os primeiros beijos, as intrigas, mas tudo com muita sutileza.

    A produção também explora o cenário de São Paulo, com paisagens conhecidas como o Parque do Ibirapuera, dando aquele gostinho de aventura, de crianças brincando ao ar livre, que tanto se perdeu na era digital. Mas não se engane, os smartphones ainda estão lá (e não poderia ser diferente).

    O grande problema de Carrossel 2 são os acontecimentos mirabolantes que sucedem o sequestro de Maria Joaquina. O aparecimento de figuras como o jogador de futsal Falcão e o chefe de cozinha Carlos Bertolazzi, que comanda um programa culinário no SBT, parecem sem propósito e explicação nenhuma. 

    Carrossel 2 não traz uma trama inovadora e peca por diversas vezes em subestimar o público com soluções fáceis e sem muita coerência. Entretanto, não deixa de representar um lado importante para o cinema nacional: O resgate dos filmes infantis. Frente à tanta concorrência de títulos estrangeiros, é de se admirar que a produção atraia tanta gente aos cinemas (a exemplo do primeiro longa).