cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    CELESTE E JESSE PARA SEMPRE

    Comédia romântica foge do trivial e vai agradar quem quer distância dos lugares-comuns do gênero
    Por Roberto Guerra
    25/11/2012

    Não há nada de excessivamente engraçado ou sentimental nesta comédia romântica, nada como tradicionalmente vemos por aí. E isso é ótimo, pois impede o filme de cair nas recorrentes armadilhas e clichês da maioria das produções do gênero. Celeste e Jesse para Sempre funciona porque seus protagonistas são personagens que vão se construindo aos poucos aos olhos do público. Não há aqui a tradicional urgência em torná-los simpáticos, o que acaba por convertê-los em pessoas reais aos olhos da audiência.

    Celeste e Jesse se conhecem desde a adolescência e, apesar do divórcio em curso, tentam manter a amizade como nos velhos tempos. São atenciosos e compreensíveis um com o outro e vivem fazendo brincadeiras e piadas cujo repertório - que inclui vozes ridículas - só eles apreciam.

    Enquanto a maioria dos casais divorciados mudam para lugares diferentes para lidar com o trauma da separação, eles não só continuam próximos como também fazem tudo juntos, o que gera certo estranhamento entre seus amigos, que não entendem a atitude deles. Não demorara muito, no entanto, a separação se impõe e, quando têm de levar a vida adiante longe do parceiro, é que a ficha cai.

    Rashida Jones e Andy Samberg, que interpretam o casal, são dois atores da nova geração de comediantes americanos, mas o humor em Celeste e Jesse para Sempre deriva dos personagens, seus relacionamentos e suas idiossincrasias. Mesmo experientes em comédias, a dupla consegue passar os sentimentos de aflição e tristeza exigidos dos personagens nos momentos mais dramáticos. O sofrimento é aliviado por pitadas sutis de humor muito bem acondicionadas à trama - situações embaraçosas típicas de um casal real que está passando por um fim de relacionamento.

    No elenco de apoio há diversos personagens, alguns interessantes e outros supérfluos. O destaque é Elijah Wood (o Frodo de O Senhor dos Anéis) como o melhor amigo de Celeste, Scott, que tenta bancar o amigo gay mesmo não sendo muito convincente no papel, o que resulta em diversas situações cômicas.

    Celeste e Jesse para Sempre é um filme inteligente e espirituoso, que foge da previsibilidade, tem personagens com várias camadas e sensibilidade rara de se ver em longas do famigerado e pouco criativo gênero das comédias românticas. Talvez por isso mesmo tenha dificuldade de encontrar um público específico, já que está longe de corresponder às expectativas de quem costuma consumir o trivial. Se o lugar-comum não faz sua cabeça, vá ao cinema e divirta-se com esse bom longa.