cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    DE PERNAS PRO AR 2

    Filme supera em muito o original e é a melhor comédia romântica produzida pelo cinema nacional
    Por Roberto Guerra
    25/12/2012

    Já faz algum tempo que o cinema brasileiro flerta com gêneros pouco comuns à nossa cinematografia, o que é ótimo. A comédia romântica é um deles. A maioria dessas tentativas, todavia, tem redundado em péssimos filmes - produções sem graça e de romantismo tacanho. Uma hora, no entanto, teríamos de acertar a mão. E De Pernas pro Ar 2 chega lá. Ao contrário do primeiro longa – sucesso de bilheteria, mas fraco e pontuado de piadas “iluminadas” como as do programa Zorra Total -, aqui a história é outra.

    O diretor Roberto Santucci e a produtora Mariza Leão se empenharam em fazer algo realmente bom. Poderiam simplesmente ter feito uma reedição do que foi visto no primeiro longa: o sucesso era garantido. Querer fazer melhor, no entanto, fez a diferença, além de denotar respeito pelo público. O resultado, arrisco dizer sem medo de errar, é a melhor comédia romântica do cinema brasileiro até agora.

    Tendo a cidade de Nova York como pano de fundo de boa parte da trama, o filme brinca com o comportamento dos brasileiros no exterior e avança no lado romântico da protagonista Alice, papel vivido por Ingrid Guimarães. O humor funciona dessa vez. As piadas são boas, as situações cômicas são bem engendradas e, o principal, o filme respeita o momento cômico. O tempo do humor é bem calculado e este, quando vem, não parece forçado.

    O lado romântico da trama também é eficiente e está em equilíbrio perfeito com os momentos de comicidade. A crise conjugal vivida por Alice e seu marido, interpretado por Bruno Garcia, se desenvolve dentro de um arco dramático preciso e, quando chegamos ao clímax, realmente estamos convencidos da realidade conflituosa desses personagens. Torcemos para que tudo dê certo, que o amor prevaleça. Todos aqueles sentimentos piegas do amor romântico idealizado afloram na gente. E se uma comédia romântica consegue nos levar do riso à emoção, ela é eficaz.

    Alice agora é uma empresária bem-sucedida que trabalha freneticamente, mas não joga para escanteio sua satisfação sexual. Durante a festa de inauguração da centésima loja SexDelícia, acaba tendo um piripaque causado pelo excesso de trabalho. Seu marido exige que descanse e se distancie do comando da empresa por uns tempos, o que a leva a um spa gerenciado por uma diretora linha-dura e habitado pelos tipos mais estranhos. Entra em cena o eficiente elenco de apoio. Nomes habituados ao humor como Alice Borges, Tatá Werneck, Pia Manfroni, Luiz Miranda e Wagner Santisteban - em situações cômicas de fato divertidas.

    Depois das desventuras no spa, Alice dá um jeito de convencer o marido a fazer uma viagem a Nova York com a família para, supostamente, descansar. Sua intenção, na verdade, é se dedicar à abertura da primeira filial de sua sex shop em Nova York, ao lado da sócia Marcela (Maria Paula). Está montado o cenário para muitas situações engraçadas em cima das tentativas de Alice de esconder a verdade do marido e do filho.

    O filme funciona porque seu roteiro, escrito a seis mãos por Paulo Cursino, Ingrid Guimarães e Marcelo Saback, foi bem trabalhado. Feito de maneira a aproveitar o talento dos bons atores em cena. Comédias são sinônimas de bons lucros nas bilheterias nacionais, mas a maioria é sofrível. De Pernas pro Ar 2 não é brilhante, é eficiente. A melhor comédia nacional de 2012 e o mais competente filme do gênero feito aqui no Brasil.

    Empenho em tentar fazer algo bom , mesmo podendo realizar algo mediano, é o que faz a diferença em tempos nos quais as pessoas se satisfazem com o razoável. De Pernas pro Ar 2 buscou o bom e conseguiu. Que sirva de exemplo.