cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    DOIS IRMÃOS - UMA JORNADA FANTÁSTICA

    Por Thamires Viana
    04/03/2020

    Mais uma vez a Pixar traz aos cinemas algo bem Pixar: uma animação recheada de aventura, humor e, claro, emoção de sobra. Depois de arrancar lágrimas do público com Viva - A Vida É Uma Festa e, mais recentemente, Toy Story 4, o estúdio nos apresenta a história de Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica, animação que chega aos cinemas nesta quinta-feira (05). 

    Como o nome já entrega, a trama segue dois irmãos elfos - Ian e Barley Lightfoot - que embarcam em uma aventura repleta de magia e descobertas. No aniversário de 16 anos, Ian, o mais novo, recebe de sua mãe um cajado mágico que, acompanhado de uma pedra, pode trazer o patriarca de volta à vida por 24 horas. No entanto, em meio à tentativa algo dá errado e, literalmente, só metade do pai reaparece para a família. A fim de mudar o cenário da história, Barley convence o caçula de partir em uma viagem para terminarem a magia. 

    Apesar de funcionar bem e ter potencial para agradar as crianças e emocionar os adultos, Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica não apresenta nada de novo em sua trama. Tratar a morte não é novidade para o estúdio, assim como a parceria entre irmãos/amigos e a abordagem de famílias 'não-tradicionais'. Isso pode frustrar um pouco os fãs que aguardam ansiosamente pelas animações diferenciadas que a gigante costuma trazer às telonas. Desde a estreia de Viva - A Vida É Uma Festa em 2017, a Pixar não trazia algo realmente novo aos cinemas - em 2018 ela estreou a sequência Os Incríveis 2 e em 2019 trouxe o retorno da turma de brinquedos em Toy Story 4 -, portanto, a expectativa é quase inevitável.

    Mas calma! Embora tenha essa baixa, a animação acerta em sua forma leve de conduzir a narrativa e sabe encaixar cada uma de suas emoções no momento certo, além de aprofundar seus personagens de maneira impecável. Sabemos muito sobre Ian (dublado por Tom Holland), sua timidez e suas incertezas sobre a vida, ao mesmo tempo em que Barley (voz de Chris Pratt) é apresentado como um grande fã de jogos de RPG e completamente apaixonado por sua van. A rebeldia do primogênito contrasta bem com a inocência de Ian e o entrosamento entre eles é um dos pontos altos do longa. Além disso, a viúva Laurel, mãe dos meninos, traz um carisma sem igual para o desfecho da aventura, enquanto vem acompanhada de Manticora (Octavia Spencer), uma personagem chave para o reencontro dos irmãos com o pai.

    A comovente conclusão da história resgata ainda mais o 'espírito' Pixar de levar o público às lágrimas. Enquanto Viva - A Vida É Uma Festa trouxe a morte de forma mais palpável, Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica entrega os traços da ausência e as tristezas de quem permanece após o falecimento de um ente querido. Porém, ao mesmo tempo em que o decorrer da trama apresenta os motivos que levam Barley e Ian a quererem mais algumas horas com o pai, a animação reforça ainda a importância de valorizar - e muito - a família. 

    Assim como todos os outros filmes do estúdio, Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica é atrativo para crianças, mas jovens e adultos poderão desfrutar de uma animação que nos faz crer por alguns minutos que, possivelmente, ainda há um pouco de magia a ser descoberta neste mundo.