cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    ELVIS & NIXON

    Encontro do Rei do Rock com presidente Nixon é recontado com humor
    Por Iara Vasconcelos
    15/06/2016

    O encontro entre o presidente americano Richard Nixon e o rockstar Elvis Presley é uma daquelas situações tão improváveis que se fosse contada em uma roda de amigos seria apontada como "papo de pescador". Ainda mais quando a intenção do Rei do Rock era afastar os jovens norte-americanos das drogas e da propaganda comunista. Esse episódio é recontado com tom cômico em Elvis & Nixon.

    Aqui, já com a popularidade baixa, o Rei do Rock é retratado como um maníaco por armas - ele anda com duas debaixo do casaco e uma em sua bota - e como forte defensor dos valores tradicionais americanos. Ele considera as revoltas populares da época, como o movimento pacifista e os Panteras Negras, como más influências para os adolescentes. O que é irônico, já que Elvis também era visto como uma figura forte da contracultura americana.

    Tudo o que se sabe do encontro entre as duas figuras se resume a uma foto e uma história publicada pelo Washington Post no dia 27 de Janeiro de 1972. Elvis teria enviado uma carta de seis páginas ao político pedido uma reunião. Na verdade, tudo o que o músico queria era um distintivo da Brigada de Narcóticos, o único que lhe faltava. E propôs usar sua influência para ajudar o presidente mais impopular entre os jovens americanos.

    Michael Shannon e Kevin Spacey estão excelentes no papel de Elvis e Nixon respectivamente e convencem, nos fazendo até esquecer que os atores não lembram quase nada os personagens reais. Os dois conseguem incorporar as personalidades diferentes de cada um - do roqueiro excêntrico e do político inacessível - ao mesmo tempo que suas atuações se complementam.

    A diretora Liza Johnson (Amores Inversos) e os roteiristas Joey Sagal, Hanala Sagal e Cary Elwes usam de muita criatividade para chegar ao tom da trama.O grande problema do longa é que muitos dos acontecimentos são exagerados de mais e pouco críveis. Elvis & Nixon cria uma alegoria sobre a cultura pop e demonstra a ousadia necessária para tal, entretanto o longa não tem muito a oferecer fora o teor "absurdo" da circunstância. Ainda assim, o brilho dos protagonistas consegue cativar o espectador.