cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    FAY GRIM

    Por Celso Sabadin
    26/09/2008

    Em 1997, o filme Confissões de Henry Fool, de Hal Hartley, conseguiu levar o cobiçado prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Cannes. Em 2006 o cineasta retomou a história com Fay Grim, nome que batiza tanto o filme como a protagonista, interpretada por Parker Posey. Dois anos depois de estrear no exterior, esta continuação chega ao Brasil.

    Fay é a ex-mulher de Henry, um trambiqueiro irresponsável que está sumido há muitos anos. Ela se vira como pode para criar e educar o filho adolescente e nem quer ouvir falar do ex. Porém, para a sua surpresa, um dia sua casa é invadida por agentes do FBI atrás de textos de Henry Fool que poderiam comprometer a segurança nacional.

    A trama não decola. Perde-se em diálogos vazios (supostamente cínicos, mas sem consistência nem função dramática) e em ângulos de câmera que buscam o estranhamento, mas que tampouco demonstram algum propósito ou proposta estética. A trilha sonora entra para confundir e há momentos nos quais ela é tão dissonante com o que se passa na tela que se tem a impressão de que há algum celular tocando na platéia.

    Talvez Hartley, sempre flertando com o inusitado, tenha tentado criar uma formatação alternativa para seu filme. Mas tal tentativa resultou apenas em ruído, deixando a narrativa desinteressante e sonolenta.