cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    FESTA DA SALSICHA

    Longa aposta em piadas estereotipadas e explícitas
    Por Iara Vasconcelos
    04/10/2016

    Quando se trata da dupla Seth Rogen e Evan Goldberg (A Entrevista, Superbad - É Hoje), não há como esperar piadas politicamente corretas ou reflexões profundas. Nesse ponto, a animação adulta Festa Da Salsicha cumpre o seu papel. Afinal, em que outra ocasião de sua vida você teria a oportunidade de conferir uma suruba (literalmente) de alimentos?

    A trama brinca com temas como religião, o conflito entre árabes e judeus, além das velhas piadas de cunho sexual. Aliás, "brincar" é a palavra certa, já que o longa não visa provocar nenhum debate, apenas joga com estereótipos (muitos ofensivos) da mesma forma que milhares de comediantes de stand up comedy já fizeram anteriormente.

    A premissa do filme é a seguinte: Em um supermercado de uma grande rede, alimentos de todos os tipos aguardam ansiosos nas prateleiras pelo dia que serão escolhidos pelos deuses e levados para uma realidade melhor, onde serão finalmente livres. Os deuses são ninguém menos que nós, os seres humanos. Uma clara referência à alegoria religiosa do céu, inferno e da vida eterna.

    Durante todas as manhãs, eles entoam um canto em homenagem aos tais seres iluminados que os libertarão da opressiva condição de ser apenas um alimento em uma prateleira empoeirada. Entretanto, quando um dos produtos retorna ao local, após ter sido comprado por engano, os ingênuos alimentos descobrem que os deuses, na verdade, são monstros famintos e impiedosos.

    Claro que nem todos acreditam de cara, e é ai que entram os protagonistas da história. A salsicha Frank e o pão Brenda saem em busca de uma "aguardente", com trejeitos de cacique nativo-americano, que sabe toda a verdade sobre os humanos a fim de conseguir provas para convencer o restante dos produtos. Nessa jornada, eles contam com a companhia de um bagel judeu e um lavash árabe, que passam o tempo todo discutindo entre si. No ponto alto das piadas estereotipadas está o discurso do lavash, que sonha em ir para o paraíso, onde encontrará frascos e frascos de azeite extravirgem.

    Festa Da Salsicha funcionaria bem como um curta-metragem, mas como longa-metragem é pretensioso demais. Com poucas tiradas inteligentes - como a do chiclete super inteligente que satiriza Stephen Hawking - o filme se torna repetitivo e forçado. Além disso, mesmo com a dublagem do Porta Dos Fundos - Contrato Vitalício, os diálogos ainda são carregados de referências americanizadas e piadas que só farão sentido se o espectador conhecer o determinado contexto.

    Assim como ocorreu com A Entrevista, Festa da Salsicha mostra que Seth Rogen e Evan Goldberg estão mais preocupados com o tamanho da polêmica e com a ânsia de chocar e causar controvérsia do que com a qualidade da produção. Dessa vez, a dupla não conseguiu nem uma coisa e nem a outra.