cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    FILHA DO MAL

    Filme é subproduto do subgênero exorcismo filmado com recursos limitados e criatividade zero<br />
    Por Roberto Guerra
    01/02/2012

    Uma súplica ao leitor: caso encontre fitas de vídeo com algum material gravado nunca antes revelado, deixe-as onde estão. Estará fazendo um favor a todos aqueles que não aguentam mais assistir aos falsos documentários sobre um fato tenebroso qualquer que, “só agora, chega ao conhecimento do público”. A Filha do Mal é a mais nova empreitada do gênero. E como a maioria do que se produz nessa linha, ruim. Muito ruim.

    Um subproduto do subgênero exorcismo filmado com recursos limitados e criatividade zero. Pronto, este é o resumo do que o espectador vai ver na telona caso resolva encarar o longa que assustou as bilheterias norte-americanas – estreando inesperadamente em primeiro lugar -, mas que não é capaz de meter medo nem em criança.

    A produção conta a história de Isabella Rossi (a atriz brasileira Fernanda Andrade ), uma mulher que busca descobrir a verdade sobre a mãe, Maria (Suzan Crowley), que mata três pessoas durante um ritual de exorcismo nos Estados Unidos. 20 anos depois ela parte em busca da verdade, recorrendo a um cinegrafista para documentar sua investigação. Já na Itália (onde a mãe está internada em um manicômio), se envolve com dois jovens padres que tem métodos próprios de realizar rituais exorcistas.

    Filha do Mal tenta ser um Atividade Paranormal e passa longe. Este conseguiu aproveitar as claras vantagens de se fazer um filme de terror no estilo mockumentaries: não precisar de estrelas e driblar a falta de grana para efeitos especiais sofisticados. Filha do Mal, no entanto, é um filme nu, desprovido de tudo: de suspense, de terror, de boas cenas e de clímax. Seu final é tão tacanho que dá margem a questionarmos se o diretor e roteirista William Brent Bell não estava possuído por algum espírito zombador.

    Para quem nunca viu um outro filme de exorcismo na vida, vale a experiência. Para o resto da audiência, haja paciência...