Poster filme

O FRANCO-ATIRADOR

(The Gunman)

2015 , 105 MIN.

12 anos

Gênero: Ação

Estréia: 07/05/2015

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Pierre Morel

    Equipe técnica

    Roteiro: Pete Travis

    Produção: Andrew Rona, Joel Silver, Sean Penn

    Fotografia: Flavio Martínez Labiano

    Trilha Sonora: Marco Beltrami

    Estúdio: Anton Capital Entertainment (ACE), Canal+, Nostromo Pictures, Prone Gunman Productions, Silver Pictures, StudioCanal, TF1 Films Production

    Montador: Frédéric Thoraval

    Distribuidora: Paris Filmes

    Elenco

    Ade Oyefeso, Ángela Fuente, Blanca Star Olivera, Cuco Usín, Dacio Caballero, Daniel Adegboyega, Daniel Westwood, David Blakeley, David Olawale Ayinde, Deborah Rosan, Elia Diaz, Emilio Buale, Erick Hayden, Ginny Dee, Idris Elba, James Thomas Scott, Jasmine Trinca, Javier Bardem, Jayme Swiftt, Jd Roth-round, John Samuel Kande, Jorge Leon Martinez, Leigh Holland, Lynn Blades, Mark Rylance, Mark Schardan, Melina Matthews, Miguel Ángel Luque, Òscar Foronda, Peter Brooke, Peter Franzén, Prasanna Puwanarajah, Rachel Lascar, Ramón Álvarez, Ray Winstone, Ricky Rajpal, San Yélamos, Sarah Moyle, Sean Penn, Xavier Capdet

  • Crítica

    07/05/2015 14h30

    Baseado no livro The Prone Gunman, de Jean-Patrick Machette, o novo filme de Pierre Morel, O Franco-atirador, traz de volta vários elementos de Busca Implacável, outro longa de ação do diretor. E quem gosta da trilogia do ex-agente Brian Mills (Liam Neeson, tem tudo para curtir o thriller estrelado por Sean Penn.

    Assim como o primeiro Busca (o melhor dos três), O Franco-Atirador, além de divertir quem curte muita ação, desperta a adrenalina e a tensão necessária para um bom filme do gênero. Além disso, Sean Penn apresenta uma liderança forte, que reforça a experiência de seu personagem. E isso é benéfico para a trama, pois permite o espectador se identificar e torcer pelo protagonista.

    Pena que as principais virtudes do longa param por aí. O elenco de apoio, infelizmente é mal aproveitado por Morel. Com nomes de peso, como Javier Bardem, Ray Winstone e Idris Elba, os coadjuvantes surgem com participações pequenas que, em certos momentos, até são desnecessárias.

    Bardem e Winstone ainda se salvam, pois trazem certa relevância à trama, mas Elba, que vive um diretor policial, infelizmente não acrescenta nada e sua participação (cinco minutos no total) se torna irrelevante, principalmente se levarmos em conta a maneira que a história se desenvolve. Nesse caso, analisando importância que o personagem de Elba tem para o desfecho da trama, era de fundamental importância que ele fosse melhor desenvolvido e aparecesse mais tempo na tela ou, pelo menos, nas cenas mais importantes do filme.

    O longa acompanha Jim Terrier (Penn), um franco-atirador que acaba sendo escalado para matar um ministro no Congo. Para cumprir uma das exigências da missão, ele acaba sumindo do mapa e deixa para trás, sem dar uma explicação, os colegas e a amada Annie (Jasmine Trinca). Anos depois, Jim volta para o país africano e começa a ajudar um ONG.

    No entanto, seus dias de sossego chegam ao fim quando um esquadrão de ataque o transforma em um alvo e tenta matá-lo de todas as formas. A partir daí, Jim precisa reencontrar seus antigos companheiros para descobrir quem está por trás desse plano, além de resolver as questões pendentes com Annie.

    Mesmo com seus problemas, O Franco-Atirador é interessante se avaliarmos o conjunto da obra e uma boa opção para quem gosta de perseguições, lutas e explosões, afinal, é inegável que o possui os ingredientes certos para um filme de ação e aborda algumas questões interessantes. Além disso, seu maior trunfo é o talento de Sean Penn, que contribui, e muito, para o funcionamento do filme.



Deixe seu comentário
comments powered by Disqus