cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    GAROTA DA VITRINE

    Por Angélica Bito
    22/05/2009

    De uma forma bastante sutil e sincera, Garota da Vitrine mostra a confusão de intenções que costuma marcar relacionamentos, problemáticos ou não. Afinal, para que dêem certo, é preciso que ambos os envolvidos estejam no mesmo patamar.

    A "garota da vitrine" do título é Mirabelle (Claire Danes), uma garota que nasceu em Vermont, um dos menores Estados dos EUA. Ela resolve mudar-se para a gigantesca Los Angeles a fim de conseguir mais perspectivas para o seu futuro. Mas, como quase todas as garotas, ela sonha com o tal do príncipe encantado. Eis que, na mesma época, dois candidatos surgem. Um deles é Jeremy (Jason Schwartzman), jovem de 20 e poucos anos bastante avoado. Nada cavaleiro, ele convida Mirabelle para sair, mas parece tratá-la como um simples objeto. Falta de modos é algo realmente comum nesse tipo de rapaz. Já Ray (Steve Martin) é o oposto. Sua abordagem para se aproximar de Mirabelle não poderia ser menos romântica, assim como todo o desenvolvimento do relacionamento. Com ela, Ray é o tipo de homem com os quais as mulheres sonham: carinhoso, atencioso, inteligente. Mas existe uma parte de sua personalidade que não é exatamente a ideal: Ray não espera um futuro ao lado de Mirabelle, principalmente por que ela tem idade para ser sua filha. A jovem, no entanto, entrega-se muito mais ao relacionamento e é aí que os problemas começam para ela. A questão do timming é tudo numa situação dessas: os dois precisam estar com as mesmas intenções para que exista um futuro.

    Garota da Vitrine é baseado em romance escrito pelo próprio Steve Martin, que também mostra aqui sua faceta de roteirista. Com uma leveza admirável, sem apontar vilões ou bonzinhos nesse triângulo amoroso, a produção consegue acertar em cheio o espectador. Especialmente aqueles românticos inveterados como é o caso desta que escreve. A direção de arte elegante e minimalista ajuda a contextualizar esse romance tão simples e verdadeiro exatamente por isso. Assim, Garota da Vitrine resulta num romance leve e elegante sobre as diferenças entre duas pessoas envolvidas num relacionamento.