cineclick-logo
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • Fale Conosco|Política de Privacidade
    © 2010-2020 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    GENTE GRANDE 2

    Adam Sandler repete fórmula para agradar apenas a seus fãs
    Por Daniel Reininger
    14/08/2013
    3/10

    GENTE GRANDE 2

    12
    Comédia

    Gente Grande 2 é mais uma típica produção de Adam Sandler. Quem gosta desse estilo de comédia irá ao cinema e morrerá de rir, o restante faz bem em ficar em casa. Quem assistiu ao primeiro longa já sabe o que esperar da sequência, que é, aliás, a primeira continuação de um filme do ator. Sinal de que algo está muito errado em Hollywood.

    Vamos começar pelas boas notícias: Rob Schneider, que não anda numa boa fase, ficou de fora. Além, disso, felizmente, a concepção de amizade masculina se tornou menos dependente de insultos e abusos. Isso, entretanto, não é sinal de amadurecimento. Não espere nada além de piadas sobre excrementos de qualidade duvidosa e a cena de abertura deixa isso.

    A desafinada parceria entre Adam Sandler e o diretor Dennis Dugan, os mesmos do fraco Cada um Tem A Gêmea Que Merece, continua nesta comédia preguiçosa. O longa se resume a mostrar a vida dos quatro amigos em sua cidade natal no último dia de aula de seus filhos antes do verão. Lenny Feder (Sandler) se acomodou com a vida suburbana e está feliz com pequenas vitórias, como expulsar um cervo de sua casa ou ajudar seu primogênito a conquistar sua primeira namorada.

    De uma forma bizarra, o longa parece tentar mostrar que a vida de casado não é tão ruim quanto parece, mas faz exatamente o inverso, mostrando que é preciso recorrer a babaquices da adolescência para se divertir. As piadas são exageradas e não existe preparação entre elas. A consequência é uma coleção de sketches de baixo nível conectada por uma rotina familiar entediante.

    Falando nisso, as esposas são tratadas como simples objetos. Seres com a obrigação de mostrar os seios, trocar fraldas e malhar (com o bebê). É estranho perceber que a principal função delas é agir como mães de seus maridos mimados – é como se esse fosse o desejo secreto de Sandler. O que mais incomoda é ver atrizes como Salma Hayek, Maya Rudolph e Maria Bello fazendo esse papelão pura e simplesmente por dinheiro.

    O mais curioso, entretanto, é ver como três roteiristas de comédia, um deles Sandler, são incapazes de causar gargalhadas a um público um pouco mais exigente. O máximo que Gente Grande 2 consegue é arrancar alguns sorrisos em cenas de humor que lembram, de longe, Os Trapalhões.

    Adam Sandler ligou de vez o automático e não dá mais a mínima para qualidade. Ele só quer repetir a mesma fórmula à exaustão para fazer dinheiro, sem medo do possível impacto negativo sobre as carreiras dos envolvidos. Ele faz isso, pois sabe que quem gostou de Gente Grande vai gostar da sequência.