Poster de Harry Potter e o Cálice de Fogo

HARRY POTTER E O CÁLICE DE FOGO

(Harry Potter and the Goblet of Fire)

2005 , 157 MIN.

Gênero: Aventura

Estréia: 25/11/2005

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Mike Newell

    Equipe técnica

    Roteiro: Steven Kloves

    Produção: David Heyman

    Fotografia: Roger Pratt

    Trilha Sonora: Patrick Doyle

    Estúdio: Heyday Films, Patalex IV Productions Limited, Warner Bros

    Distribuidora: Warner Bros

    Elenco

    Adrian Rawlins, Afshan Azad, Alan Rickman, Alan Watts, Alex Palmer, Alfie Enoch, Angelica Mandy, Anne Lacy, Ashley Artus, Bonnie Wright, Brendan Gleeson, Campbell Graham, Charlotte Skeoch, Christopher Whittingham, Clémence Poésy, Daniel Radcliffe, David Bradley, David Sterne, David Tennant, Devon Murray, Emma Watson, Eric Sykes, Flip Webster, Frances de la Tour, Gary Oldman, Geraldine Somerville, Henry Lloyd-Hughes, James Phelps, Jamie Waylett, Jarvis Cocker, Jason Buckle, Jason Isaacs, Jeff Rawle, Jonny Greenwood, Josh Herdman, Katie Leung, Liam McKenna, Louis Doyle, Maggie Smith, Margery Mason, Mark Williams, Matthew Lewis, Michael Gambon, Miranda Richardson, Oliver Phelps, Olivia Higginbottom, Paschal Friel, Phil Selway, Philip Rham, Predrag Bjelac, Ralph Fiennes, Richard Rosson, Robbie Coltrane, Robert Hardy, Robert Pattinson, Robert Wilfort, Roger Lloyd-Pack, Rupert Grint, Shefali Chowdhury, Sheila Allen, Shirley Henderson, Stanislav Ianevski, Steve Claydon, Steve Mackey, Su Elliot, Tiana Benjamin, Timothy Spall, Tolga Safer, Tom Felton, Warwick Davis, William Melling

  • Crítica

    25/11/2005 00h00

    Natal é tempo de espera. Há quem espere pelo show do Roberto Carlos na Globo, pelo Papai Noel, ou pelo novo filme da Xuxa. Nos últimos anos muitos passaram a esperar pelo Senhor dos Anéis, mesmo sabendo que seria uma espera com final programado. De 2001 para cá, as crianças (e, por que não, os adultos também) já estão se acostumando com um novo "Papai Noel": Harry Potter. Com a diferença que ele não vem todos os anos, como o bom velhinho. Meio bissexto, ele aparece às vezes sim e às vezes não para fazer a alegria das crianças, adolescentes e donos de cinema.

    Os três primeiros filmes da franquia (de 2001, 2002 e 2004) já renderam, somados, US$ 2,6 bilhões no mundo inteiro, "apenas" US$ 300 milhões abaixo da soma da trilogia O Senhor dos Anéis. Mas com uma diferença: J.R.R. Tolkien morreu em 1973, enquanto J.K. Rowling ainda é uma jovem quarentona, viva e faturando.

    Em meio a este emaranhado de dólares, a boa notícia é que o quarto filme da série - Harry Potter e o Cálice de Fogo - não deixa a peteca cair. O novo diretor (Mike Newell, o mesmo de O Sorriso de Mona Lisa) soube dar continuidade ao universo mágico de Rowling. Os fãs do bruxinho e sua turma não vão se decepcionar ao curtir as aventuras do quarto ano de estudos na insubstituível escola Hogwarts. É claro que, assim como já havia acontecido nos três primeiros filmes, os personagens (e os atores) estão crescendo com o público. Agora, já há espaços para flertes (afinal, Potter está com 14 anos), emoções mais maduras, mais tensas, e até para o doloroso contato com a morte. Harry Potter e o Cálice de Fogo dá prosseguimento à luta de Harry contra o seu maior oponente, o Mestre das Trevas Lord Voldemort, vivido por Ralph Fiennes, quase irreconhecível sob uma pesada maquiagem. Mas agora ele está mais próximo e mais forte do que nunca. Desta vez, seu instrumento de aproximação e ataque está escondido debaixo de uma mega competição entre escolas, que poderá abrir os portais do mal absoluto. Melhor não falar mais sobre a história.

    Fazendo um contraponto mais leve, há uma divertida e interessante subtrama que envolve os problemas "insolúveis" da pré-adolescência. Harry, Hermione e Ron, que podem ser imbatíveis quando o assunto é magia, mistérios do desconhecido ou quadribol, pela primeira vez se vêem às voltas com o apavorante baile escolar, atividade que envolve o aprendizado da dança, o convite a pessoas do sexo oposto e - claro - a tão temida introdução ao mundo adulto. Tudo isso regado com o maravilhoso espetáculo visual que esta série de filmes proporciona desde 2001. Direção de arte, figurinos, cenários, concepções visuais, tudo, incluindo os efeitos digitais, está cada vez mais apurado em Harry Potter.

    Aproveite e curta Harry Potter e o Cálice de Fogo nos cinemas a partir do próximo dia 24 de novembro. Mesmo porque Harry Potter e a Ordem da Fênix só deve chegar aos cinemas em 2007...

    Saiba tudo sobre o filme neste especial



Deixe seu comentário
comments powered by Disqus