cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    'Homem-Aranha - Sem Volta para Casa' é ainda melhor do que esperávamos

    Esse filme vai fazer os fãs irem à loucura nos cinemas
    Por Daniel Reininger
    14/12/2021 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Homem-Aranha - Sem Volta para Casa é um presente para os fãs dos quadrinhos, mas principalmente para quem ama esse herói nos cinemas há quase duas décadas. É nostalgia pura, mas ao mesmo também evolui o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) explorando ainda mais o Multiverso. Essa é mais uma experiência única, mais impressionante ainda quando vista no cinema.

    Não existe nenhum momento sem graça ou desnecessário na narrativa, capaz de criar uma harmonia perfeita entre o clima de aventura leve, bem Sessão da Tarde, com um drama aprofundado, com questões sérias discutidas na tela. É algo que até já esperamos desses épicos da Marvel, capazes de nos encantar a cada novo lançamento, mas esse longa leva isso a um novo nível.

    Profundidade

    É impressionante como a produção aprofunda alguns vilões clássicos ainda melhor do que os filmes originais em que apareceram. Principalmente no caso dos longas estrelados por Andrew Garfield, com direito a intepretações mais sólidas dos mesmos atores, como Jamie Foxx, se redimindo do papelão que fez em O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro.

    O sucesso de Homem-Aranha - Sem Volta para Casa se deve, em grande parte, a atuações inspiradas. Willem Dafoe acerta em tudo o que faz, mas seu retorno a Norman Osborn é marcante. Seu personagem - como o resto dos vilões no caminho de Peter - ganha uma profundidade marcante, com questões nunca antes exploradas em filmes do Aracnídeo. 

    Falo isso sem demérito aos longas antigos, mas considere como uma modernização digna e justa. Outras performances memoráveis são as de Alfred Molina como Dr. Octopus e J. K. Simmons como J. Jonah Jameson.

    E o próprio Tom Holland interpreta Peter Parker de forma inspirada, em sua melhor encarnação do Aranha até aqui. Ele sempre foi um grande intérprete do herói, mas parece finalmente estar à vontade com o legado e honra de ter esse papel na carreira. Outras participações especiais estão igualmente bem construídas e também trazem novas profundidades a personagens muito amados.

    Esse filme tem muitas questões a serem comentadas e a maioria delas é spoiler, entretanto é importante deixar claro que o longa proporciona muita emoção, ação e diversão. É até difícil falar dele sem revelar detalhes da trama, mas pode ter certeza que é uma obra grandiosa, cheia de emoção e capaz de respeitar tudo o que esse personagem representa. E ainda trazer algo novo. 

    História

    Na trama, Peter Parker (Tom Holland) passa a enfrentar uma nova realidade opressora quando sua identidade é revelada ao público. Investigado até pelos federais, acaba se sentindo pressionado e procura Doutor Estranho para que o mundo esqueça que ele é o Homem-Aranha. 

    Quando a magia dá errado, todos que conhecem a verdade, em diversos universos, atravessam para o MCU e é preciso manda-los de volta antes que o multiverso entre em colapso. É aí que as coisas se complicam, ainda mais quando Peter decide fazer mais do que simplesmente expulsar essas pessoas de seu mundo.

    Cena de Homem-Aranha: Sem Volta Para CasaReprodução

    Novidades ao MCU

    Sem Volta para Casa traz algo que eu sentia falta no próprio MCU e nos filmes antigos do Aranha: uma empatia sincera de Peter, algo que faz sentido com o personagem dos quadrinhos, mas que não aparecia como deveriam no cinema até então. O início dos live-action dos super-heróis era focado na pancadaria e não nas questões emocionais complexas, mas essa obra recupera esse elemento do Homem-Aranha e reforça o que todo mundo já sabe: com grande poder vem uma grande responsabilidade.

    Além disso, com Tony Stark fora de cena, temos ainda outra coisa que fazia falta nessa franquia: a capacidade de Peter se virar sozinho. O envolvimento de Parker com o Homem de Ferro, em outras obras, só aconteceu depois que ele já era um herói formado. O garoto do Queens não precisava de um bilionário e sempre fez tudo sozinho. Agora, finalmente o Aranha de Holland é capaz de resolver tudo com suas próprias mãos. 

    Com essa necessidade de se virar sozinho, o garoto mostra que é mesmo um gênio e é capaz de mostrar isso com muita graça em diversas situações, em especial numa cena psicodélica em que acaba envolvido e precisa dar um jeito de escapar.

    Ação

    Sem Volta para Casa manda muito bem em diversos pontos, então você deve imaginar que o faz também nas sequências de ação, perfeitas para ver na telona com o máximo de qualidade possível. Gostou da pancadaria dos outros filmes do Amigão da Vizinhança? Vai amar o que essa produção faz! 

    E os efeitos estão muito bons e apresentam um realismo marcante, então mesmo nas cenas com muitos efeitos de computador e diversas coisas acontecendo ao mesmo tempo na tela, fica fácil entender quem é quem e o que cada um está fazendo. A parte técnica realmente merece aplausos.

    Homem-Aranha com aparelho mágico em sua mãoReprodução

    Vale assistir

    É claro que esse filme não é perfeito, raros o são, mas as falhas são pontuais. Uma delas é o exagero de fan service, algo já esperado pelos personagens, tramas e temas  apresentados aqui. A quantidade de cenas criadas apenas para deixar os fãs felizes passa um pouco do ponto. 

    Outro problema é algo impossível de evitar em filmes de super-heróis atuais: já vimos tanta coisa envolvendo esses personagens, que fica difícil sempre criar algo novo, então inevitavelmente algo acontecerá que já vimos antes. Nada de mais, é verdade, mas ainda assim questões que precisam ser apontadas.

    Homem-Aranha: Sem Volta para Casa cumpre todas as expectativas criadas e garante mais uma grande produção ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU). Da ação bem construída, às atuações incríveis e o roteiro inspirado, esse filme consegue empolgar do começo ao fim. 

    Quase tudo apresentado neste longa funciona a ponto de deixar qualquer pessoa empolgada. Emoção, animação e vontade de ver mais desses personagens nas telas são alguns dos sentimentos ao sair da sessão. Não estranhe se alguém sair do cinema falando que esse é o melhor filme de super-herói já visto, ele é capaz de gerar esse sentimento. Se é ou não, é uma pergunta para ser respondida em outro momento.

    Ah sim, e fique até o final para ver a cena pós-créditos com um amado personagem e também o primeiro teaser trailer de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, um filme que promete ser absurdamente grandioso e mudar de vez a Marvel nos cinemas.

    Veja mais