cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    K-19: THE WIDOWMAKER

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    Alguém aí agüenta mais um filme de submarino? Depois que o genial alemão Wolfgang Petersen realizou o imbatível O Barco - Inferno em Alto Mar (que revelou para o mundo a existência das mágicas steadycams), supostamente o tema estaria esgotado. Supostamente... Mais tarde vieram Caçada ao Outubro Vermelho, Maré Vermelha, U-571- A Batalha no Atlântico e - agora - K-19: The Widowmaker. O filme chega ao Brasil mantendo seu título estrangeiro. Sábia decisão: afinal, chamá-lo de "O Fazedor de Viúvas", que seria sua tradução literal, certamente provocaria muitos risos e relembraria a época das pornochanchadas.

    A história é real e só foi revelada recentemente, após a dissolução da União Soviética. O K-19 foi o primeiro submarino balístico nuclear construído pela então grande potência comunista. Em 1961, ele sofre uma pane enquanto realiza manobras no Atlântico Norte. Comandada pelo capitão Alexi Vostrikov (Harrison Ford), a tripulação do K-19 empreende uma desesperada corrida contra o tempo não somente para salvar as próprias vidas como também para evitar o início de uma Terceira Guerra Mundial. Motivo: em plena época da Guerra Fria, o acidente nuclear poderia ser interpretado como uma agressão militar, acendendo irreversivelmente os ânimos entre a Casa Branca e o Kremlin.
    Até aí, tudo bem. Mas acontece que o filme tem alguns problemas básicos para quem curte cinema. Primeiro, não há empatia com os personagens, não se torce por eles e, conseqüentemente, é muito fácil se desinteressar rapidamente por aquele bando de gente sufocada debaixo d´água. E, em segundo lugar, tudo é muito lento, discursivo, com pouca ação, principalmente na primeira metade. Em suma: não funciona como drama, nem como aventura.

    Produtores dos Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra se uniram para levantar a respeitável soma de 100 milhões de dólares para a realização de K-19. E quebraram a cara: mesmo tendo estreado em mais de 2.800 salas, K-19: The Widowmaker mal arrecadou 1/3 de seus custos.

    Isso sim é que é naufrágio.

    29 de agosto de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br