LEGO BATMAN: O FILME

LEGO BATMAN: O FILME

(The Lego Batman Movie)

2017 , 90 MIN.

Gênero: Animação

Estréia: 09/02/2017

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Chris McKay

    Equipe técnica

    Roteiro: Seth Grahame-Smith

    Produção: Dan Lin, Phil Lord, Roy Lee

    Fotografia: Lorne Balfe

    Estúdio: Animal Logic, DC Entertainment, LEGO System A/S

    Montador: David Burrows, John Venzon, Matt Villa

    Distribuidora: Warner Bros

    Elenco

    Ralph Fiennes, Rosario Dawson, Will Arnett, Zach Galifianakis

  • Crítica

    06/02/2017 14h52

    Por Daniel Reininger

    Uma Aventura Lego foi uma grande surpresa em 2014, com uma animação divertida e surpreendente. Naquele filme, um dos destaques foi Batman em ótima participação especial. O amor pelo personagem foi tanto que ele ganhou um filme solo, nada mais justo. O resultado é uma produção leve, cheia de ação, com muito bom humor e homenagens a diversos momentos da DC Comics, reforçando o legado da empresa e do herói.

    Logo na abertura, Batman enfrenta praticamente todos os vilões dos quadrinhos, inclusive alguns novos nomes criados para fazer graça na animação. É uma das melhores cenas de luta envolvendo o morcegão nos cinemas e o fato de ser em formato de Lego nem importa muito e fará a alegria dos fãs mais bem-humorados da DC.

    A trama mostra um Batman solitário e egocêntrico, incapaz de deixar seu alter ego de lado e, mesmo nos momentos de folga, faz pouco além de ver comédias românticas e andar sozinho pela mansão Wayne. Sem objetivo de vida após prender todos os vilões de Gotham, Bruce parece perder ainda mais a noção da realidade e, embora tudo isso seja mostrado com muito humor, é uma das versões mais interessantes de herói nos cinemas. Mas é claro que tudo vai melhorar para ele, afinal o Coringa não desistiria assim tão fácil.

    A trama é simples e inteligente. O melhor é que está repleta de elementos clássicos da DC Comics, como a Zona Fantasma, a Fortaleza da Solidão, Super Amigos, a relação de Batman e Coringa, o asilo Arkham, a presença de Robin e Batgirl. O longa ainda brinca muito bem com outras franquias da Warner Bros., mas falar mais sobre isso seria dar spoilers demais. Basta saber que até os momentos mais insanos fazem sentido dentro do conceito do filme e ajudam a deixar a animação ainda mais divertida.

    Embora as cenas de ação e o desenvolvimento dos personagens (surpreendentemente) sejam destaques do filme, o melhor mesmo é o humor constante e variado. Das cenas bobas e infantis, até momentos mais inteligentes e referências nem sempre óbvias, o longa é uma metralhadora de piadas e é difícil ficar muito tempo sem esboçar, ao menos, um sorriso.

    Visualmente o longa é capaz de capturar o lado sombrio de Gotham City e misturar essa atmosfera de forma fluida com o lado vibrante das peças de Lego. Novamente, a forma como as pecinhas são usadas é muito interessante e o filme é capaz de manter a ideia de que se trata de uma criança brincando com aquele universo.

    Mesmo com tantos pontos positivos, o longa tem sim falhas. Algumas cenas de ação são frenéticas demais a ponto de se tornarem confusas e algumas piadas ficam deslocadas. Dito isso, pode ser um pouco demais esperar que todos os momentos de comédia funcionem com todos os públicos ao longo de toda a obra.

    Lego Batman: O Filme é mais uma grande animação da franquia Lego e é também um ótimo filme sobre o Homem-Morcego, muito além de uma paródia ou homenagem, mas sim algo digno de figurar com destaque na filmografia do herói. É ótima a forma como o longa é capaz de fazer sentido com ambos os mundos ao qual pertence e, por isso, essa produção é tudo que você podia esperar. Sem dúvida deve agradar aos pequenos e aos adultos igualmente.



Deixe seu comentário
comments powered by Disqus