cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    MA

    Por Thamires Viana
    30/05/2019

    O que poderia sair de uma amizade de uma mulher no auge de seus 40 anos com um grupo de adolescentes que passam os dias entre a escola e farras regadas a álcool? Em Ma, novo filme estrelado por Octavia Spencer, a oportunidade de uma vingança tardia. A trama é interessante e sádica, mas demora a prender o espectador pelo excesso de explicações e pela lentidão em apresentar o lado mais sombrio da vilã.

    A história acompanha a chegada da jovem Maggie (Diana Silvers) em uma nova cidade. A garota faz amizade com um grupo de adolescentes, todos menores de idade, que passam os dias tentando convencer um adulto a comprar bebidas alcoólicas. Eles encontram Sue Ann (Spencer), uma mulher de meia-idade que aceita a missão e os convida para beberem em sua casa. No entanto, as festas no porão viram rotina e os jovens começam a perceber que há algo de errado com a anfitriã. 

    Repetindo a parceria com Spencer desde Histórias Cruzadas, o diretor Tate Taylor foge dos esteriótipos do suspense e evita os clássicos jump scares, mas não poupa os detalhes nas poucas cenas de agonia regadas a sangue e tortura. O grande problema está na construção de um enredo que evita incluir no decorrer as cenas mais aguardadas pelo público. Cerca de 80% dele está tomado por atitudes amenas e pouco apavorantes da personagem central, e o final vira uma enxurrada de apreensão dificil de acompanhar. 

    A doce atriz, que já viveu até Deus em A Cabana, cumpre seu papel de forma convincente, no entanto, a lentidão da trama desperdiça a gigante capacidade de Spencer de expor ainda mais seu talento para viver uma vilã com sede de vingança. Ao contrário de seus outros trabalhos no cinema, em que sempre vive personagens carinhosas e dispostas a ajudar os outros, aqui a atriz tinha a oportunidade de apresentar ao público um lado macabro e sádico, mas o roteiro enrolado tira isso de suas mãos. Ainda assim, é sempre gratficante ver Spencer atuando, principalmente fora de sua zona de conforto!

    Infelizmente, Ma é um suspense com potencial mal aproveitado e, por isso, se torna pouco cativante. Não apavora como deveria e falha na tentativa de ser um bom thriller psicológico com pitadas de tortura. E alguém precisa urgentemente checar a coluna de Spencer porque é ela quem carrega esse filme sozinha nas costas!