cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    MAMMA MIA: LÁ VAMOS NÓS DE NOVO!

    Por Thamires Viana
    01/08/2018

    Após dez anos de hiato, a inesperada sequência Mamma Mia: Lá Vamos Nós De Novo! chega aos cinemas com a difícil missão de não desapontar os fãs do amado musical lançado em 2008. E consegue! Ainda me arrisco a dizer que supera seu antecessor, ousando na nostalgia sem apelar para o drama que arranca lágrimas fáceis do espectador.

    O filme inspirado mais uma vez nas canções do grupo sueco ABBA se passa em duas linhas temporais e traz Sophie, personagem de Amanda Seyfried, sofrendo após um ano da morte de Donna, papel eternizado pela atriz Meryl Streep. Para homenagear a mãe, ela decide reinaugurar o hotel Villa Donna com a ajuda de Sam (Pierce Brosnan), um de seus pais. Apesar do sucesso no projeto, Sophie está com problemas em seu relacionamento com Sky (Dominic Cooper).

    Antes de qualquer coisa é fundamental dizer que não trazer Streep para o elenco do segundo filme está longe de ser um erro. Apesar de sua ausência física, entendemos que a morte é um elemento importante para o desenrolar da trama. Donna está presente em cada detalhe, seja ele uma menção ou uma foto. Com a alegria sendo a alma do musical, não dá tempo de sofrer pelo ocorrido e nem mesmo de se perguntar porque aquilo aconteceu. Aceitamos e seguimos satisfeitos com sua versão dos anos 70 vivida maravilhosamente por Lily James.

    A jovem atriz conhecida pelo live-action Cinderela tinha em suas mãos a grande responsabilidade de trazer para a jovem Donna o mesmo carisma que a veterana deixou na personagem anos atrás. Ela faz isso de forma impecável e autêntica, mostrando que consegue cativar e encantar sem deixar-se ir para uma atuação caricata. Sem contar que nos primeiros minutos do filme sua interpretação da música I Wonder já nos deixa empolgados com o que virá a seguir.

    Comandado pelo diretor e roteirista Ol Parker, o filme é ainda mais divertido do que o anterior. O texto é certeiro ao focar na vida da jovem Donna, recém saída da faculdade, cheia de planos e seguindo seu espírito aventureiro e desbravador pelo mundo. Embarcamos nessa viagem de descoberta junto com a personagem e sabemos o que a levou até à Grécia, além de entender melhor como ela conheceu os três possíveis pais de Sophie, Sam (Brosnan), Harry (Colin Firth) e Bill (Stellan Skarsgård) que na versão jovem são vividos pelos atores Jeremy Irvine, Hugh Skinner e Josh Dylan, respectivamente.

    Alguns dos momentos mais divertidos do longa incluem as Donna and the Dynamos, grupo formado por Donna e suas amigas Tanya (Christine Baranski) e Rosie (Julie Walters) que traz uma graça especial para o filme, tanto na versão atual, quanto na versão jovem onde são interpretadas por Alexa Davies (Rosie) e Jessica Keenan Wynn (Tanya). A interpretação da canção Mamma Mia é de tirar o fôlego!

    A entrada de Cher como mãe de Donna merece uma atenção especial. Citada como uma "megera", sua curta participação vivendo Ruby dá um sentido maior ao personagem de Andy Garcia, quando o envolvimento dos dois embala a canção Fernando de uma maneira única! Além disso, a dedicação da avó com Sophie, agora grávida de seu primeiro filho, a absolve por não ter prestado o mesmo apoio com Donna.

    Apesar de exemplar, o longa apresenta alguns furos normais para filmes com linhas temporais distintas, pulando bruscamente de um período para o outro. Mesmo não sendo uma falha grave, isso pode deixar o espectador um pouco perdido na trama. 

    Mamma Mia: Lá Vamos Nós De Novo! é um passeio delicioso por lindos cenários, embalado por canções inesquecíveis e personagens marcantes. É uma sequência certeira que merece ser vivenciada pelos fãs do gênero e também por aqueles que curtem uma história leve e divertida.