cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    MISS POTTER

    Por Celso Sabadin
    27/04/2007

    O cineasta australiano Chris Noonan estava sem dirigir um filme há mais de 10 anos, desde o bem sucedido Babe - O Porquinho Atrapalhado (1995). Felizmente, Noonan não perdeu a mão. É o que mostra o simpático e romântico Miss Potter, que marca o retorno do cineasta à direção cinematográfica.

    Para protagonizar Miss Potter, novamente a norte-americana Renée Zellweger deixa de lado suas raízes texanas e volta a encarnar o delicioso sotaque britânico que havia desenvolvido para os filmes da série Bridget Jones. Renée agora vive a história real da escritora de livros infantis Beatrix Potter (1866-1943), uma mulher que escapou por pouco de ser uma Bridget Jones do século 19. Beatrix, assim como Bridget, também era considerada solteirona para os padrões da época e também mantinha um comportamento visto como "fora dos padrões" para a conservadora sociedade britânica. Avessa ao casamento, Beatrix preferia passar seus dias escrevendo e desenhando deliciosas historietas para crianças. O que ninguém poderia prever é que aqueles traços ingênuos e infantis estavam prestes a se transformar num dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos.

    A saga doméstica de Beatrix é contada no filme a partir do roteiro de Richard Maltby Jr., nome respeitado e premiado no teatro, mas absolutamente estreante no cinema. Neste seu primeiro roteiro para a tela grande, Maltby ousa rasgar as fórmulas cansativas e tradicionais da roteirização comercial e propõe um molde diferenciado, sem as famosas reviravoltas aos 30 e 60 minutos, nem o manjado grande final espetacular. Por isso, Miss Potter, numa primeira análise, chega a causar um certo grau de estranheza e mesmo de recusa aos olhares acostumados à estética blockbuster. Tanto que o filme arrecadou quase nada nas conservadoras bilheterias americanas. Mas, lentamente, Miss Potter conquista os corações graças às suas bem-vindas delicadezas e sutilezas narrativas.

    O par romântico de Renée Zellweger (indicada ao Globo de Ouro por este filme) é o escocês Ewan McGregor, repetindo a parceria que fizeram em Abaixo o Amor, de 2003.