cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    MISSÃO MADRINHA DE CASAMENTO

    Comédia quer ser versão feminina de <em>Se Beber, Não Case</em>, mas beira o desastre<br />
    Por Celso Sabadin
    22/09/2011

    Se o seu conceito de humor é ver uma mulher vestida de noiva, com problemas estomacais, defecando no meio da rua, corra para ver Missão Madrinha de Casamento. Ou se você morre de rir com uma cena onde uma mulher evacua na pia de um banheiro porque o vaso está ocupado com outra, que está vomitando, não espere mais: Missão Madrinha de Casamento pode ser o seu filme do ano. Perto dele, Cilada.com acaba de se transformar num requinte de bom humor.

    Recalcada, fracassada e mal amada, Annie (Kirsten Wiig) é convidada para ser uma das madrinhas de casamento de sua melhor amiga. Porém, ela não suporta a beleza, a perfeição e a falsa simpatia irradiante de Helen (Rose Byrne), que também será madrinha. Nos preparativos para o casório, ambas entrarão em rota de colisão.

    Mesmo com a direção de Paul Frig, do admirado seriado Freaks & Geeks, o filme beira o desastre. E não somente em função das cenas citadas acima, mas também pela sua total falta de ritmo cômico. Com mais de duas horas de duração, Missão Madrinha de Casamento é um alinhavado de longos diálogos de humor irregular, que busca ser politicamente incorreto, tenta criar uma versão feminina de Se Beber, Não Case, mas se destaca muito mais pela grosseria que pela ironia.

    Para não dizer que eu não falei de flores, a interpretação de Kristen Wiig no papel principal (também corroteirista do filme) é ótima, e salva o filme em determinados momentos. Na tela, sua mãe é interpretada pela ótima veterana Jill Clayburgh, falecida em 2010, aqui em seu último papel.

    Repare no “restaurante brasileiro” onde as madrinhas vão comer um churrasco: a música de fundo é mexicana e o maitre fala alguma coisa mais ou menos parecida com o espanhol. Que beleza!