cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Naomi Watts dá show no suspense relevante ‘A Hora do Desespero’

    Filme trata de bullying e dos perigos do acesso à armamentos
    Por Paulo Ernesto
    08/06/2022 - Atualizado há 26 dias

    A Hora do Desespero é um thriller que acompanha um dia na vida de uma mulher que tem que lidar com diversos problemas cotidianos. 

    Amy (Naomi Watts) está em sua caminhada matinal, enquanto, em suas férias, resolve pendências do trabalho e questões de família e amigos. 

    A história vai se desenrolando e os problemas vão se tornando cada vez maiores e fora de controle. A caminhada aumenta de velocidade conforme a crescente tensão.

    Ela se vê então, meio a um turbilhão de emoções e notícias que podem mudar sua vida para sempre.

    Magnetismo de Naomi Watts

    O filme tem uma proposta bem minimalista e opta por seguir apenas a protagonista Amy. Acompanhamos ela durante seus exercícios e podemos começar a perceber a tamanha disponibilidade de Naomi Watts para o papel. 

    A primeira meia hora de filme a atriz entrega o texto fazendo jogging em uma floresta, o que já é louvável. Mas além do esforça físico ela tem uma outra difícil responsabilidade, segurar a tensão e a emoção do filme praticamente sozinha. Ela interage com outras pessoas por telefone, mas nunca chegamos a ver outros pontos de vista. Essa decisão pode ser bem frustrante quando não temos algo interessante pra observar. Naomi tem carisma de sobra. Mas nem tanto talento merecia certa demora de desenvolvimento do roteiro.

    O diretor do filme, Philip Noyce, já foi responsável por filmes como O Santo (1997), O colecionador de Ossos (1999) e Salt (2010). Em A Hora do Desespero ele parece trabalhar com um orçamento bastante limitado o que o leva a escolhas bem marcantes, como definir o seu ponto de vista apenas em uma personagem e resolver a maioria das questões via telefone. 

    Apesar disso ele tem um argumento forte e uma grande habilidade de construir a tensão do filme. Começamos a entender e a descortinar aos poucos o que o filme quer dizer, com doses homeopáticas de espanto. 

    Cena do filme 'A Hora do Desespero'Reprodução

    Questões Super Atuais

    O que parecia ser um drama cotidiano começa a se fragmentar e percebemos que os conflitos da protagonista só estavam começando. Ainda de luto pela morte do marido, Amy descobre que a escola do filho foi invadida por um atirador. Ela se divide entre tentar contato com o filho, descobrir o que está acontecendo e entender o porquê das noticias não estarem sendo divulgadas. Ela é jogada em um desafio e um excesso físico e mental para tentar resolver uma situação completamente fora de seu controle.

    O filme estreia poucas semanas após mais um ataque por atirador em escolas norte-americanas. Esse último, no Texas, tirou a vida de mais de 19 crianças e dois professores. Esse fato reascendeu mais uma vez o debate sobre a facilidade de acesso à armamentos e todas as consequências geradas na sociedade. 

    O filme e o diretor deixam claro seu posicionamento contra o armamentismo e exploram ao máximo as consequências emocionais e violentas desse processo.

    A pauta é extremamente importante, mas o filme peca um pouco ao tornar ela tão evidente, soando como uma certa propaganda, mas entregando com sucesso seu objetivo de alerta.

    ‘A Hora do Desespero’ é um suspense pequeno, mas bastante tenso sobre perigos, infelizmente, muito presentes na nossa sociedade. 

    Veja mais