cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    NEM TODAS AS MULHERES SÃO IGUAIS

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    A bela Parker Posey não teve um bom início no cinema: ela deveria ter estreado na tela grande como coadjuvante em Sintonia de Amor, mas a diretora Nora Ephron resolveu sumir com a personagem Lulu, e jogou no lixo da sala de montagem todas as cenas filmadas por Parker.
    Cinco anos depois, a moça continuou dando azar: o filme que realizou como protagonista - Nem Todas as Mulheres São Iguais - foi um fracasso. E não sem motivos. Tentando misturar comédia, romance, um pouco de drama e algumas considerações filosófico/existenciais, o filme acabou se transformado numa salada mista sem tempero.
    Era muita areia para o caminhãozinho do diretor estreante Brian Skeet adaptar para as telas o romance da escritora Cathleen Schine sobre as dúvidas e o amadurecimento sentimental de uma mulher, após sete anos de casamento.

    O filme começa mostrando a paixão meteórica da personagem principal, Margareth (Parker Posey), por Edward (Jeremy Nathan), rapaz que ela julgava ser francês mas na realidade era inglês. Desfeito o erro geográfico, os dois se casam. Sete anos depois, Margareth é uma escritora de sucesso, mas em crise existencial. Ela passa a escrever um livro baseado nos diários de um filósofo do século 18, e sua imaginação começa a voar sem rumo. Como sem rumo é o filme. Confuso, o roteiro – também assinado por Skeet – não diverte, não funciona como comédia e tampouco se aprofunda na questão feminina. Um desperdício de tempo, dinheiro e celulóide.

    Só resta torcer por uma melhor sorte para Parker. Atualmente ela está em cartaz no papel de Jennifer em Pânico 3, e no ano que vem estrelará o drama The Anniversary Party, ao lado de astros como Kevin Kline e Gwyneth Paltrow. Quem sabe...

    09 de agosto de 2000
    ------------
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, e do Canal 21.