cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O AMOR EM FUGA

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    Com O Amor em Fuga, François Truffaut dá adeus a um de seus personagens mais marcantes – Antoine Doinel –, espécie de alter ego do diretor, que o acompanhou em Os Incompreendidos (1959), Antoine e Colette (1962), Beijos Proibidos (1968) e Domicílio Conjugal (1970).

    Neste seu último filme, Doiniel tem 35 anos, mas parece que continua o mesmo menino mimado e egoísta dos episódios anteriores. Ao assinar o divórcio de sua mulher, Antoine (Jeean-Pierre Léaud) passa a rever diversos personagens que marcaram sua vida amorosa, a partir de Colette (Marie-France Pisier), sua primeira paixão. Entre todas as mulheres amadas, Antoine vai demonstrando que, na realidade, ele ama a si próprio mais do que tudo.

    Não espere do filme as crises existenciais e os longos diálogos psicológicos típicos dos roteiros franceses. O Amor em Fuga traz o sempre fluído e agradável ritmo que Truffaut consegue imprimir nas suas narrativas, alterna momentos introspectivos com cenas de comicidade e ainda consegue ser crítico e sarcástico em relação à própria maneira de ser mal humorada da maioria dos franceses.

    Trata-se de um bem-vindo relançamento (o filme é de 1978) que chega aos cinemas em cópias novas.

    6 de junho de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br