cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O AMOR NA CIDADE

    Por Da Redação
    22/05/2009

    Como já havia feito com boa parte da obra de François Truffaut, o grupo carioca Estação agora relança em São Paulo filmes raros de Federico Fellini em cópias novas, feitas a partir de negativos restaurados. Após relançar, na semana passada, O Abismo de um Sonho, de1952, o Estação agora relança O Amor na Cidade, produzido no ano seguinte.

    Aqui, Fellini divide a assinatura da obra com outros colegas de peso: Michelangelo Antonioni, Dino Risi, Carlo Lizzani, Alberto Lattuada e Cesare Zavattini. Cada qual dirige um dos seis episódios que compõem o longa. Todos, cada qual à sua maneira, sobre amores urbanos.

    Antonioni, por exemplo, reflexivo como sempre, investiga as causas de um suicídio provocado por amor. Risi ambienta sua narrativa num salão de baile. Zavattini utiliza o estilo neo realista, tão em moda naquela época, para contar uma história de amor materno. E Lattuada prefere analisar o tema sob o ponto de vista da luxúria. Fellini, na época aos 33 anos, já mostra o tom surrealista e onírico que iria marcar toda sua carreira. Sua história fala de um jornalista que escreve uma matéria sobre agências matrimoniais.

    A iniciativa do grupo Estação é das mais bem-vindas. Não fosse por ela, os cinéfilos jamais teriam a oportunidade de ver, na tela grande, pequenas preciosidades históricas como O Amor na Cidade.


    5 de setembro de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br