cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O CHAMADO DE DEUS

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    Nada mais coerente: estréia nesta Semana Santa em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte o documentário brasileiro O Chamado de Deus. O filme analisa as expectativas de seis jovens que – cada qual à sua maneira – resolveram se dedicar à vida religiosa.

    Entre estes seis, três rapazes se preparam para se tornar padres católicos da chamada Renovação Carismática. Outros dois rapazes e uma moça seguem uma linha mais próxima à Teologia da Libertação. O filme documenta suas idéias, suas posturas perante à política e à religião, suas famílias, suas filosofias teológicas. Não faltam depoimentos também de personalidades marcantes pertinentes ao tema, como, por exemplo, o famoso padre Marcelo Rossi.

    O Chamado de Deus não toma partido. Ele apenas mostra, exibe, documenta os motivos pelos quais determinados jovens se sentem atraídos por uma vida dedicada à religião. É sóbrio, até certo ponto bastante convencional, e ao mesmo tempo envolvente. Mesmo para quem não tem especial predileção pelo tema.

    Com montagem de Eduardo Escorel e música original de David Tygel – dois dos mais respeitados e premiados profissionais do cinema brasileiro –, O Chamado de Deus marca a estréia no documentário de longa-metragem do cineasta José Joffily, o mesmo de Quem Matou Pixote?

    Curiosamente, o filme se une a outros dois documentários recentes – Santo Forte, de Eduardo Coutinho, e , de Ricardo Dias –, formando uma espécie de painel cinematográfico dos efeitos da religião sobre o povo brasileiro.

    10 de abril de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br