cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O DESAFIO DE JEAN DE LA FONTAINE

    Extremamente comportado, cinebiografia de poeta francês registra momento histórico<br />
    Por Heitor Augusto
    29/04/2010

    Com quatro anos de atraso, chega ao Brasil, com lançamento exclusivo no CineSesc, O Desafio de Jean de La Fontaine, de Daniel Vigne, diretor que nos últimos anos tem trabalhado mais na televisão do que no cinema.

    Para nós, brasileiros, o que mais interessa no filme é conhecer uma personalidade pouco comum ao dia a dia cultural ou escolar. Porque, como filme, O Desafio de Jean de La Fontaine é quadrado, simples e comportado.

    Com a ideia de relacionar o espectador à história de Jean, o filme constrói um retrato a partir da luta do personagem contra o rei Luis XIV (Jocelyn Quivrin). Quando seu amigo Fouquet (Nicky Naude) é preso, Jean (Lorànt Deutsch) é o único a resistir à injustiça e usar as palavras como arma.

    Este é o grande ganho do longa e o principal gancho para quem não é francês se relacionar com o longa. Afinal, dominar a palavra e manipulá-la é mortal desde muito. Porém, o roteiro de O Desafio de Jean de La Fontaine usa e abusa da batalha entre Jean e o principal aliado do rei, Colbert (Philippe Torreton).

    No meio do caminho, passa por alguns temas, em especial a liberdade de expressão e o papel da arte, que se coloca acima do poder. Discussões que realmente poderiam se desenrolar mais profundamente, mas essa não é a pretensão de O Desafio de Jean de La Fontaine. O interesse ali é a cinebiografia, função que cumpre. Sem brilhantismo, com as com a dignidade necessária.