cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O MONGE

    A fotografia, a direção de arte, o figurino e as locações na Espanha ajudam a criar o clima da Idade Média<br />
    Por Antoniela Canto
    02/09/2012

    Ao entrevistar Vincent Cassel por seu personagem em À Deriva, de Heitor Dália, pude ver o carisma e o charme que esse ator francês exala. Não é à toa que o galã é casado com uma das mulheres mais bonitas do mundo: Monica Bellucci. E já trabalhou com a esposa em Irreversível. Mas o meu filme preferido com o ator é O Ódio.

    Em O Monge, Cassel interpreta Frei Ambrósio, um religioso que atrai multidões com seus sermões rigorosos. Na trama, o personagem acredita estar acima do mal e julga-se imune à qualquer tentação. Porém, suas convicções são abaladas com a chegada de Valério, jovem desfigurado que esconde um segredo. No meio desse mistério, começa uma estranha parceria que leva a história a sinistros acontecimentos.

    O filme, terceira adaptação para o cinema do romance gótico de Matthew Lewis, foi dirigido pelo alemão Dominik Moll e traz também no elenco Geraldine Chapln, Déborah François e Sergi López.

    A fotografia, a direção de arte, o figurino e a trilha, aliados à escolha de tomadas de câmera mais tranquilas, fazem o filme paracer realmente antigo, de outra época.
    Claro que as locações na Espanha também ajudaram a criar o clima soturno e nebuloso da Idade Média.

    Em O Monge, você é apresentado a mais uma das facetas de Vincent Cassel, com seu personagem rígido, sério, denso. Não posso deixar de mencionar que Cassel, além de um ótimo ator, é mais um francês que se apaixonou pelo Brasil. Dizem que até está pensando em morar no Rio de Janeiro.

    Bom… falar português não será um problema para o ator. E vê-lo pelo Leblon tomando chope com amigos no famoso Bar Jobi, não é mais uma novidade.