Pôster Os Fantasmas de Scrooge

OS FANTASMAS DE SCROOGE

(A Christmas Carol)

2009 , 96 MIN.

10 anos

Gênero: Fantasia

Estréia: 06/11/2009

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Robert Zemeckis

    Equipe técnica

    Roteiro: Charles Dickens, Robert Zemeckis

    Produção: Jack Rapke, Robert Zemeckis, Steve Starkey, Steven J. Boyd

    Fotografia: Robert Presley

    Trilha Sonora: Alan Silvestri

    Estúdio: FortyFour Studios, ImageMovers, Walt Disney Pictures

    Montador: Jeremiah O'Driscoll

    Distribuidora: Disney

    Elenco

    Amber Gainey Meade, Bob Hoskins, Bobbi Page, Cary Elwes, Colin Firth, Daryl Sabara, Fay Masterson, Gary Oldman, Jacquie Barnbrook, Jim Carrey, Julian Holloway, Lesley Manville, Leslie Zemeckis, Michael J. Fox, Molly C. Quinn, Paul Blackthorne, Robin Wright Penn, Ron Bottitta, Ryan Ochoa, Sage Ryan, Sammi Hanratty

  • Crítica

    05/11/2009 15h41

    Após Náufrago (2000), Robert Zemeckis – que também dirigiu a trilogia De Volta Para o Futuro - tem se especializado na direção de animações realistas. Depois de O Expresso Polar (2004), o diretor volta à temática natalina em Os Fantasmas de Scrooge, adaptação do clássico conto de Charles Dickens.

    As técnicas utilizadas por Zemeckis prezam pela realidade: por meio de sensores, movimentos de atores reais são captados e trabalhados no computador, onde também são criados os ambientes pelos quais os personagens percorrem. Parece live action, mas não é e, no caso de Os Fantasmas de Scrooge, a técnica é essencial para recriar o conto fantástico criado por Dickens e adaptado mais de vinte vezes, para produções em TV e cinema, além de ter inspirado muitas outras histórias natalinas.

    Tendo a liberdade de criar digitalmente, Zemeckis – também autor do roteiro – tem a possibilidade de abusar da criatividade na composição estética dos fantasmas que visitam Scrooge na noite de natal e ensinam a ele uma lição de humanidade. Ao mesmo tempo, faz com que o protagonista e seus acompanhantes percorram de forma bastante fluída a Londres do século 19 do conto original. Desta forma, o diretor convida o espectador a acompanhar de perto a jornada de Scrooge e os fantasmas pelo passado, presente e futuro do protagonista (todos dublados por Jim Carrey na versão original). A animação também chega em 3D e, neste caso, a tridimensionalidade faz diferença: os elementos que passam pela jornada do protagonista saltam à tela, ajudando a inserir o público nesse drama natalino. Mas o diretor cumpre o papel de recriar com vivacidade o clássico conto natalino, dando uma roupagem atraente à história.

    Embora seja uma produção em animação, Os Fantasmas de Scrooge não é, necessariamente, um filme para o público infantil. O protagonista é cruel e as situações nas quais ele é inserido não são nada bonitas. Em muitos momentos, o longa pode assustar os pequenos espectadores desavisados.



Deixe seu comentário
comments powered by Disqus