cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    PREMONIÇÕES

    Por Angélica Bito
    01/06/2007

    Alguns filmes parecem ser tão ruins que a expectativa costuma ser baixa. Em alguns casos (a maioria deles), esperar pouco de um filme ajuda o espectador a apreciá-lo melhor, especialmente quando se trata de um exemplar como Premonições. Sua história não traz absolutamente nada de novo, mas a produção mediana não é tão ruim quanto parece quando não se espera nada além de um entretenimento efêmero.

    Um dos grandes atrativos do longa-metragem é a presença da carismática Sandra Bullock no elenco. Ela interpreta Linda, mãe de duas filhas pequenas e esposa de Jim (Julian McMahon, protagonista do seriado Nip/ Tuck). Quando ele morre num violento acidente de carro, ela começa a experimentar uma situação um tanto quanto inusitada: a partir do momento em que acorda, ela vivencia algo totalmente inesperado. Todos os dias. Mas não pense que são surpresas às quais todos estamos suscetíveis; ela começa a viver uma realidade na qual os fatos não se encaixam. Num dia o marido está morto, noutro ele está vivo, noutro ele está morto de novo e uma série de acontecimentos bizarros fazem com que a confusão se instaure definitivamente na vida de Linda.

    A todo momento o público pensa: "Ok, essa mulher está louca", mas parece que essa possibilidade não é muito considerada pelo roteiro de Premonições. Na verdade, não se sabe, afinal, por que ela experimenta essa situação improvável, mas presente e passado se misturam inexplicavelmente no dia-a-dia da personagem. Dessa forma, ela começa a perceber os jogos que tem de fazer para evitar o acidente do marido.

    Além o estado mental da personagem ficar em segundo plano em meio à situação que ela vivencia, a trama ainda traz um quê de religiosidade e moralismo que incomoda, tornando o longa mais comum ainda. A direção do cineasta alemão Mennan Yapo em sua primeira produção norte-americana traz toques de frescor, conferindo um charme à história, assim como a atuação de Sandra Bullock, até que convincente. No entanto, Premonições é previsível demais, mesmo para quem não tem a aparente possibilidade de prever o futuro como a personagem do longa-metragem.