cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    QUANDO UM ESTRANHO CHAMA

    Por Livia Brasil
    22/05/2009

    Como filme de terror, o longa não causa medo algum; como suspense, não contém sustos e grandes mistérios. Quando um Estranho Chama é um filme fraco, com um roteiro gasto e cheio de falhas. O diretor Simon West não é um novato para justificar a precariedade da história. Ele já dirigiu filmes como Lara Croft: Tomb Raider (2001), com Angelina Jolie, e Con Air - A Rota de Fuga (1997), com Nicolas Cage.

    Em uma tentativa de se aproximar do sucesso de Pânico e outros filmes que envolvem ameaças a adolescentes por meio do telefone, Quando um Estranho Chama conta a história de Jill Johnson (Camilla Belle), uma adolescente que fica de castigo por ter usado demais o celular. Para pagar a conta, os pais a obrigam a trabalhar como babá, em uma casa isolada e afastada da cidade. Ela começa a receber estranhas ligações que, no início, pensa ser trotes dos amigos que estão em uma festa da escola. Jill começa a ficar assustada ao perceber que o homem misterioso das ligações a está observando. Quando um policial rastreia as chamadas e descobre que estão sendo feitas de dentro da casa é que o terror de Jill começa para valer, ou pelo menos tenta começar.

    O início do filme causa um certo suspense e uma expectativa para saber o que irá acontecer, mas não passa disso. No decorrer de Quando um Estranho Chama, esse suspense acaba e a única coisa que fica é a ansiedade do término do longa. O roteiro deixa o espectador cheio de dúvidas e sem causar terror. Os assassinatos são fracos e até as crianças conseguem enganar o "temido" serial killer.

    A atuação de Camilla Belle (O Mundo de Jack e Rose) não convence, nem faz com que o público se envolva com a aflição da personagem e sua luta pela sobrevivência. Para uma adolescente que está sozinha com um assassino dentro de uma casa enorme, tendo de proteger duas crianças, ela não consegue transmitir sua angústia e, em certos momentos, parece até indiferente ao que está acontecendo a sua volta. Definitivamente, Jill Johnson não será a nova Sidney Prescott - interpretada por Neve Campbell, em Pânico.

    O único destaque do longa-metragem é o cenário. Uma casa belíssima, cheia de controles remotos e equipamentos modernos, com direito a um viveiro com um lago repleto de carpas.

    Os fãs de terror, que gostam de sentir medo e levar grandes sustos, vão se decepcionar com Quando um Estranho Chama. Mas se você quiser aumentar sua lista de filmes assistidos do gênero, espere o lançamento nas locadoras; o prejuízo será menor.