cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    SEMENTES DO NOSSO QUINTAL

    Filme mostra alternativa à educação infantil atual
    Por Roberto Guerra
    06/05/2014

    Este documentário, estreia da diretora Fernanda Heinz Figueiredo, vale a princípio pela pertinência do assunto abordado. Pais superprotetores, desses que aprisionam os filhos em apartamentos assépticos ou que os levam para brincar no playgroud de grama sintética do condomínio, ficariam horrorizados com as cenas exibidas em Sementes de Nosso Quintal.

    Crianças entre dois e sete anos brincam na terra, se sujam de lama, manuseiam ferramentas como martelos e serrotes e lidam com animais. Lá pelas tantas, uma menina diz: "Eu não acredito que estou vendo um pato de verdade!". Esses pequenos felizardos são alunos da escola Te-Arte, localizada em São Paulo, espaço que privilegia o lúdico e dá às crianças a oportunidade de viver a infância em meio à natureza, arte e cultura.

    O lugar, que lembra o quintal da casa de nossos avós, é comando por Thereza Pagani, hoje com 81 anos e ainda em pródiga atividade. Vai na contramão de escolas que costumam fascinar pais cosmopolitas oferecendo aulas de inglês e informática para crianças a partir dos dois anos de idade. Na Te-Arte, a capixaba Thereza e sua equipe trabalham valores como criatividade, liberdade, respeito ao outro, limites, responsabilidade, senso comunitário. Tudo por meio de brincadeiras.

    Resultado de 450 horas de material bruto gravado ao longo de quatro anos, Sementes de Nosso Quintal acerta em justamente interceder o mínimo. A câmera de Fernanda Heinz apenas abre ao espectador uma janela para esse espaço mágico, captando momentos interessantíssimos vividos pelas crianças e seus pais. Alegrias, tristezas e conflitos da vida condensados em 120 minutos conseguem perfazer a personalidade e o trabalho elogiável de dona Thereza.