cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    SNOOPY E CHARLIE BROWN - PEANUTS, O FILME

    Animação busca agradar gerações distintas de fãs
    Por Edu Fernandes
    14/01/2016

    Nos últimos tempos, muitas animações voltadas para o público infantil se preocupam em incluir em seus roteiros piadas e referências culturais para o público adulto curtir enquanto leva os pequenos ao cinema. Em Snoopy E Charlie Brown - Peanuts, O Filme, há um cuidado semelhante na abrangência da plateia, mas nesse caso é preciso massagear o coração nostálgico dos fãs das tirinhas originais ao mesmo tempo em que novas plateias são conquistadas com uma linguagem contemporânea.

    Na história do filme, um novo ano letivo aguarda Charlie Brown e seus amigos. Todos recepcionam uma nova aluna na sala de aula, por quem o protagonista se apaixona. No decorrer dos meses, Charlie Brown fará de tudo para conquistar o afeto da menina, mas sua tendência de se atrapalhar entrará no caminho.

    A história de amor é a espinha dorsal do roteiro, que arruma espaço para elementos clássicos dos quadrinhos. Portanto, há devaneios de Snoopy e o Barão Vermelho, jogos de beisebol, adultos com vozes de trombone e tudo aquilo que remete às animações mais antigas dos personagens.

    Um ponto onde a tentativa de conversar com diferentes gerações fica evidente é na trilha musical. No começo do longa, ouvimos jazz como nos velhos tempos. Entretanto, mais adiante é executada uma canção pop composta especialmente para o filme. O tema é interpretado pela cantora e ídolo teen Meghan Trainor. A música moderna soa alienígena naquele ambiente e desliga o fã original da vibe nostálgica que o filme proporcionava até ali.

    O visual 3D também é novidade, mas não causa tanto estranhamento quanto a música. Os personagens ficaram bem representados na computação gráfica e há uma homenagem para o estilo clássico da HQ. Toda vez que Charlie Brown fantasia sobre a nova aluna, seus pensamentos são retratados como quadrinhos em uma bem sacada apropriação de linguagem.

    Outra modernização ocorreu nos temas abordados. Em uma sociedade com maior conscientização sobre a questão do bullying, o comportamento dos amigos de Charlie Brown teria de ser adaptado. Agora o foco está mais no jeito atrapalhado do garoto, com intervenções externas mínimas.

    Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme consegue em alguns momentos se ligar com o material original e matar as saudades dos fãs. Por outro lado, a criançada vai aprovar a doçura dos personagens e novos leitores dos quadrinhos surgirão. Contudo, falta ao novo longa aquele elemento de genialidade intangível que apenas Charles M. Schulz conseguia manipular.