cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    SURPRESA EM DOBRO

    Honra as cinco indicações ao Framboesa de Ouro e, apesar do título, não tem surpresa alguma<br />
    Por Heitor Augusto
    01/04/2010

    Se você perdeu algum diálogo, olhou para o lado na hora da legenda ou foi comprar mais pipoca, não se preocupe. Não há necessidade alguma de prestar atenção no texto de Surpresa em Dobro, tamanha a obviedade do que está na tela. A única graça de fato é acompanhar as gags de Robin Williams em mais um papel humorístico.

    Logo no começo do filme, já somos apresentados a toda a trama, entendemos quem são os personagens e quais serão suas aventuras. Funciona assim: Charlie (John Travolta) e Dan (Robin Williams), amigos há trinta anos, tocam uma empresa de propaganda juntos. Às portas do maior acordo da vida deles, adivinha o que acontece? Vicki (Kelly Preston), um caso passageiro de Dan, aparece e diz que o cinquentão é pai de dois gêmeos e, pior, terá de cuidar deles por duas semanas. Pronto, criou-se o enrosco.

    Dan não tem jeito para crianças, Charlie quer distâncias dela para continuar conquistando as garotas. Mas não terá jeito: os velhos amigos serão obrigados a passear no zoológico, acampar num acampamento para escoteiros, terão a casa destruída e as reuniões de negócio vão por água abaixo.

    Surpresa em Dobro não é para aqueles dias que você não está com vontade de pensar. O filme de Walt Becker (Motoqueiros Selvagens) é bem menos que isso: trata-se de um produto perfeito para levar as crianças, colocá-las dentro da sala de cinema, sair e voltar só depois de uma hora e meia.

    Não estranhe se daqui a alguns anos a comédia virar um “clássico” da Sessão da Tarde. Afinal, o que salva é ver como Robin Williams, mesmo com uma história tão fraca em mãos, mostra desenvoltura com gags corporais.

    Surpresa em Dobro honra as cinco indicações que recebeu do Framboesa de Ouro, o “Oscar” dos piores. Afinal, a despeito do título em português, a única coisa que o filme não tem é surpresa!