cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    TÔNICA DOMINANTE

    Por Celso Sabadin
    22/05/2009

    O chamado renascimento do cinema brasileiro - iniciado em 1994 com Carlota Joaquina - tem revelado novos diretores (e diretoras também, é claro) e novos talentos cinematográficos para o nosso país. Fernando Meirelles e Nando Olival (Domésticas), Laís Bodansky (Bicho de 7 Cabeças), Beto Brant (Os Matadores e Ação Entre Amigos), Tata Amaral (Através da Janela) e a própria Carla Camuratti fizeram seus primeiros longas-metragens a partir desta fase de renascimento.

    Neste final de semana, mais uma diretora estreante entra em cartaz com um bom filme nacional: Lina Chamie, com seu Tônica Dominante. Os charmosos bastidores da música clássica fazem o pano de fundo da trama, que narra o esforço de um clarinetista (Fernando Alves Pinto) e uma violinista (Vera Zimmermann) para ajudar uma amiga pianista em dificuldades (Vera Holtz).

    A história, porém, não é o grande atrativo do filme. Tônica Dominante é, antes de mais nada, um eficiente trabalho de criação de clima, de composição de atmosfera. Tudo nele é cinematograficamente caprichado, da fotografia à direção de arte, passando pelos figurinos, maquiagem, enquadramentos e - claro - a trilha sonora, montada basicamente a partir de trechos de música erudita.

    Não foi por acaso que Lina, logo neste seu trabalho de estréia, ganhou o prêmio de melhor direção no recente Festival de Brasília. O roteiro pode ser até certo ponto um pouco raso, mas a profundidade da linguagem cinematográfica obtida pela cineasta compensa os resultados.

    13 de junho de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. celsosabadin@cineclick.com.br