cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    'Top Gun: Maverick' é simplesmente de tirar o fôlego

    Filme com Tom Cruise precisa ser visto na maior tela possível
    Por Daniel Reininger
    24/05/2022 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Top Gun: Maverick é simplesmente de tirar o fôlego, enquanto dá espaço para Tom Cruise brilhar. A ação frenética desse filme faz com que ele precise ser visto na maior tela possível. O espírito dos anos 80 está mais do que vivo na obra de Joseph Kosinski (Oblivion), que entrega uma versão moderna de um blockbuster à moda antiga. 

    Assim como o Top Gun original, que raramente se levava a sério em meio a todo o homoerotismo dos pilotos suados e momentos exagerados, Top Gun: Maverick repete o que funcionou no primeiro ao ponto de copiar cenas e referências, mas tudo com um toque moderno e dinâmico. É simplesmente uma combinação perfeita.

    Pura diversão

    Top Gun: Maverick não perde tempo em profundar no melodrama em meio a cenas de ação. Na trama, Pete "Maverick" Mitchell (Tom Cruise) é o mesmo insubordinado de 36 anos atrás e o filme começa com ele desrespeitando ordens mais uma vez, o que irrita um almirante e obriga seu amigo, Iceman (Val Kilmer), a salvá-lo mais uma vez. Assim, Maverick acaba enviado de volta à escola Top Gun para treinar os melhores pilotos dos EUA para uma missão quase suicida. 

    Entre os escolhidos está Miles Teller como Bradley "Rooster" Bradshaw, filho de "Goose", personagem do original vivido por Anthony Edwards, que garante um drama bastante pessoal para Maverick lidar. Além dele, destaque para Phoenix" (Monica Barbaro), uma pilota que quebra um pouco a dinâmica do original, e "Hangman" de Glen Powell, que é arrogante como Maverick, e extremamente divertido de acompanhar na tela. 

    Como Penny Benjamin, Jennifer Connelly entra muito bem no papel da ex de Maverick, que se torna o novo interesse romântico de Tom Cruise no longa, substituindo Charlie de Kelly McGillis, que nunca é nem mencionada.

    No fim das contas, o  novo elenco manda bem demais e garante realismo até nos momentos mais fora da curva, mas é claro que o filme sabe que é pura diversão pipoca e nem tenta nos trazer grandes desenvolvimentos de personagem ou dramas complexos.

    Incrível de se ver

    Pois é, o diretor Joseph Kosinski sabe o que tem que entregar para divertir. Até por isso, ainda mais do que fez o original,  esse longa traz momentos improváveis e cenas de arrepiar que nem tentam ser realistas, tudo pelo bem do entretenimento. O lado bom é que a simplicidade do roteiro é compensada, e muito, pela incrível parte técnica.

    Quase 40 anos após o lançamento do original, Top Gun: Maverick mostra a evolução impressionante do cinema. Embora o original tenha sido revolucionário para a época, a sequência supera o clássico dos anos 80 graças, principalmente, à fotografia inspirada e impactante. Sejam cenas filmadas com telas verdes ou com câmeras montadas no cockpit de aviões, tudo, desde exercícios de treinamento de rotina até combate aéreo, é lindo de se ver.

    Os closes nos pilotos em meio a ensinamentos malucos de Maverick mostram bem como tudo aquilo impacta cada um, enquanto mostra como o protagonista se diverte ao mostrar sua habilidades de piloto aos mais jovens. Cada detalhe, até os reflexos dos vidros, são cuidadosamente pensados, sem falar na trilha sonora, que retoma o riff clássico para arrepiar qualquer um.

    Assista no cinema

    É óbvio que essa sequência consegue conquistar nossos corações, mas o quanto Maverick homenageia Top Gun passa o fan service e beira o exagero, inclusive porque a própria história sempre coloca o personagem de Tom Cruise em algum tipo de arco de redenção ou superação pessoal. 

    Não que isso seja um problema, porque todo mundo que vai ver esse filme sabe exatamente os motivos de ir ao cinema, então é ótimo que a trama faz exatamente o que precisa: garante uma experiência marcante de duas horas eletrizantes, deixando Tom Cruise ser o grande herói o tempo todo.

    Top Gun: Maverick está repleto de altas emoções e é capaz de agradar ao público que procura um blockbuster que fuja dos atuais filmes de super-heróis. Com foco na nostalgia, na leveza de sua trama e na ação frenética, o longa conquista qualquer um pelo carisma do elenco e coreografias excepcionais dos caças, que garantem cenas lindas nas telonas dos cinemas. 

    Veja mais