cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    TRUQUE DE MESTRE: O SEGUNDO ATO

    Filme tenta explorar dramas pessoais, mas não prende espectador
    Por Iara Vasconcelos
    08/06/2016

    Os Quatro Cavaleiros estão de volta em mais uma missão. Em Truque De Mestre: O Segundo Ato, os ilusionistas vão passar por uma verdadeira prova de fogo ao se sentirem abandonados e enganados pelo "Olho", misteriosa organização que os comanda desde o primeiro filme, e pelo seu líder Dylan Rhodes (Mark Ruffalo), após um plano que dá errado.

    Dessa vez, o quarteto é usado por um inimigo para ajudar na vingança contra Rhodes. Além disso, eles precisam prestar contas à Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), que foi parar na prisão graças a eles.

    Durante uma eletrizante fuga do FBI – que os separa de Rhodes – eles vão parar em Macau, na China, e lá planejam um grandioso truque a mando de Walter (Daniel Radcliffe), um jovem milionário e excêntrico que tem o poder de destruir a vida dos Cavaleiros caso eles não aceitem seu acordo.

    O novo longa também traz mudanças. Isla Fisher, que vive Henley Reeves, saí para dar lugar a Lizzy Caplan, que vive a irônica e intensa Lula, que também assume o papel de Manic Pixie Dream Girl*. Sua relação com Jack Wilder (Dave Franco) adiciona tom de romance à história.

    Truque de Mestre 2 tenta explorar dramas pessoais dos seus protagonistas, como a infância trágica de Rhodes e a perda do pai, um famoso ilusionista. Bem como a relação de Merritt Mckinney (Woody Harrelson) com seu irmão gêmeo, mostrada de forma cômica. Entretanto, essas tramas paralelas não são suficientes para prender a atenção do espectador. Os novos truques são bem coreografados e proporcionam bom entretenimento, mas as motivações que movem os cavaleiros até seu ato final não parecem razoáveis.

    Quanto ao elenco, Lizzy Caplan e Dave Franco esbanjam carisma e demonstram ter muita química. Já personagem de Jesse Einsenberg parece não ter abandonado os tiques de seu Lex Luthor, corroborando com as acusações de que ele não consegue sair do personagem.

    No geral, Truque de Mestre 2 vai agradar aqueles que curtiram o primeiro filme, já que a trama não supera e nem fica abaixo da original. Mesmo com bons truques, o longa fica longe se estar no mesmo patamar de O Ilusionista (2006) e O Grande Truque que abordam tema semelhante.


    * Segundo o crítico de cinema Nathan Rabin, criador do termo, Manic Pixie Dream Girl se refere a uma personagem feminina sem muita profundidade, de personalidade alegre e humor ácido, que existe para ajudar um dos protagonistas masculinos a superar seus medos e enfrentar sua jornada. Não costuma ser um termo empregado positivamente.