cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    UNIVERSIDADE MONSTROS

    Mike e Sully estão de volta, mas bem diferentes
    Por Daniel Reininger
    19/06/2013

    Mike e Sully estão de volta em Universidade Monstros, mas bem diferentes do que estávamos acostumados. O novo filme trata o começo da amizade entre os dois grandes personagens, apesar de não chegar aos pés de Monstros S.A.. Mesmo assim, é o melhor longa da Pixar nos últimos anos, o que não é muita coisa se considerarmos que estamos falando dos fracos Carros 2 e Valente, apesar deste último ter ganhado o Oscar de Melhor Animação.

    Este prólogo foi construído exatamente como uma comédia sobre universitários, uma versão moderna de A Vingança dos Nerds. Com roteiro linear, o longa apresenta, em meio a clichês, as típicas competições entre agremiações de estudantes e situações embaraçosas para os personagens menos descolados.

    A boa surpresa é o personagem Mike (dublado novamente por Billy Crystal), mais simpático do que sua versão original, que busca realizar o sonho de tornar-se um assustador profissional, ou seja, monstros que retiram energia elétrica dos gritos de crianças humanas. O protagonista é apresentado ainda garotinho durante uma visita à fábrica do primeiro filme, com toda a fofura que a menininha Boo garantia no original.

    Sully (John Goodman), por sua vez, foi reduzido a coadjuvante e perdeu boa parte de seu carisma, pois se mostra um irritante filhinho de papai que acha tudo aquilo uma perda de tempo. Com isso, a dinâmica da dupla funciona de forma diferente e eles só se tornam verdadeiramente interessantes quando a amizade começa a nascer.

    A forma como Randy (Steve Buscemi), outro personagem clássico, é reintroduzido merece aplausos e ajuda a estabelecer a base para o longa de 2001. Sem dar spoilers, o personagem começa como o amigável companheiro de quarto de Mike. O restante do elenco é composto de simpáticos novos personagens, embora nenhum realmente marcante.

    Visualmente a obra é impressionante, principalmente a movimentação da pelagem de Sully. Os cenários também são de tirar o fôlego, como o campus de arquitetura neoclássica semelhante à Hogwarts. Monstrópolis, por sua vez, é fofinha demais e falha ao passar a ideia de que esses monstros realmente possam assustar alguém.

    A Pixar é um dos estúdios mais criativos da indústria, mas sua crescente dependência de sequências e spinoffs mostra que cedo ou tarde a dura realidade de Hollywood alcança a todos. Ainda assim, Universidade Monstros é um bom filme, no qual adultos também vão se divertir com o humor sobre superação e estudantes competitivos dispostos a puxar o tapete alheio, porém, não é suficiente para mostrar que a empresa está a caminho de retomar o antigo fôlego. Isso não impede, porém, bons momentos entre pais e filhos no cinema.