cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    VIVA - A VIDA É UMA FESTA

    A animação se destaca pelo conjunto da obra e não frustra o espectador
    Por Thamires Viana
    03/01/2018

    Não é de hoje que as animações da Disney Pixar deixaram de ser feitas só para as crianças e tomaram um lugar no coração dos jovens e adultos. Com direção de Lee Unkrich, o responsável por emocionar o público com Monstros S.a. e Toy Story 3Viva - A Vida É Uma Festa chega aos cinemas trazendo uma deliciosa narrativa feita para toda a família.

    Inspirada nas tradições, culturas e no povo do México, a animação apresenta Miguel (Anthony Gonzalez), um menino de 12 anos que sonha em ser um famoso músico, enquanto sua família o guia para assumir a sapataria comandada por eles há gerações. Para seus parentes é um martírio que o garoto persista na ideia de se tornar um artista, já que seu tataravô abandonou a família para seguir a carreira.

    Miguel tem um grande ídolo, o falecido Ernesto de La Cruz (Benjamin Bratt) um cantor mexicano que arrastava multidões e emocionava a todos com suas canções. É nele que o garoto se inspira para, escondido, cantar na praça da cidade.

    No feriado do Dia dos Mortos, uma celebração tradicional no país que honra os já falecidos, Miguel encontra o túmulo de La Cruz e nele o violão que pertencia ao ídolo. O garoto decide pegar o instrumento para vivenciar a emoção de se sentir ainda mais próximo do cantor, mas desencadeia uma série de acontecimentos que o leva até o outro lado, deixando-o invisível aos vivos e bem próximos aos mortos.

    É lá que ele conhece Hector (Gael García Bernal), um morto charlatão que sonha em voltar ao mundo dos vivos para rever sua filha. O garoto logo se depara com seus antepassados, incluindo sua tataravó, fundadora do negócio da família. Juntamente com Dante, seu fiel companheiro de quatro patas, e o novo amigo HectorMiguel faz de tudo para encontrar o La Cruz, mas acaba descobrindo segredos que mudarão a sua vida e a de sua família.

    Além de ter um belíssimo visual, com muitas cores, flores e cenas divertidas, Viva - A Vida É Uma Festa é uma reflexão sobre a importância da família e do respeito com os mais velhos. O roteiro de Adrian Molina e Matthew Aldrich é certeiro ao apresentar a história familiar sob a perspectiva de uma criança. 

    Na cultura do México, a morte é tratada de maneira leve e com festa. A forma didática de apresentar o cuidado com a memória dos falecidos é outro grande ponto do longa. Para a família de Miguel aqui na Terra, os parentes que se foram podem se chatear com algo, se alegrar com outro, e tudo isso é mostrado de forma divertida, sem saudosismo ou tristeza.

    Mesmo focada em música, a animação não força a barra com canções a cada frase dita. Pelo contrário, o longa envolve muito mais diálogos e todas as músicas inseridas são profundas e tocantes. Destaque para "Remember Me", canção escrita por Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez - o mesmo duo que compôs Let it Go de Frozen - Uma Aventura Congelante. A música é inserida nos momentos certos, deixando a letra fazer total sentido com o enredo.

    Viva - A Vida É Uma Festa é feito para encantar e emocionar, além de passar lições importantes sobre a vida. É mais uma das animações que se destaca pelo conjunto da obra e não frustra o espectador. Possivelmente você poderá sair emocionado(a) do cinema e considerando o longa como um de seus favoritos.