cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    WIFI RALPH - QUEBRANDO A INTERNET

    Por Daniel Reininger
    02/01/2019

    Wifi Ralph - Quebrando A Internet é uma das poucas sequências capazes de superar o filme original, e olha que o primeiro foi indicado ao Oscar. A continuação corrige erros do primeiro, amplia a premissa do filme original e explora melhor os videogames e também a internet e a amizade central que move a trama.

    O primeiro era uma carta de amor aos videogames, com referências a todas as épocas, desde o Atari até os jogos mais modernos como Halo ou Gears of Wars, mas o filme é simples e o roteiro se perde em subtramas forçadas e ideias mal desenvolvidas. O segundo explora melhor a internet e faz jus aos videogames ao levar os protagonistas ao absurdamente perigoso e exagerado jogo Slaughter Race, mas a busca central é para salvar o jogo Sugar Rush.

    Vanellope von Schweetz, a menina é irritante de jeito sacana e engraçado, se torna muito mais interessante nessa sequência e a amizade com Ralph se torna algo ainda mais central à trama, o que se torna um problema perto do final, quando essa questão tira o foco da diversão do enredo.

    Fazer piadas e críticas à internet não é exatamente uma ideia nova e por isso, por mais fofo e engraçado que seja o filme, ele já começa com uma cara de batido e, até mesmo, datado. Mesmo assim, a visita de Ralph e Vanellope ao (muito real) OhMyDisney.com proporciona momentos divertidos sobre as principais franquias da Disney, como Marvel, Star Wars e as Princesas, que garantem as melhores cenas do filme. Quanto todos os clichês e elementos desatualizados associados a esses ícones das animações são descontruídos é simplesmente incrível.

    A grande crítica do filme é quando Ralph descobre não apenas as partes divertidas e da vida on-line, mas também os aspectos negativos e prejudiciais, como o bullying virtual ou a toxicidade dos comentários dos usuários da internet.
    Com grande qualidade visual, o filme é mais uma boa obra da Walt Disney Animation Studios muito melhor que o primeiro, mas ainda incapaz de ser o filme que poderia ser. Momentos divertidos e a relação dos protagonistas fazem desse filme uma boa obra, mas o final exagerado para mostrar como a insegurança pode acabar com amizades se torna maçante, ainda mais pela megalomania do enredo.

    Obviamente, para as crianças não faltarão momentos divertidos, com cenas coloridas, piadas leves e sagazes. A dublagem brasileira não funciona tão bem dessa vez, mas como a opção legendada não é fácil de encontrar para uma animação e as crianças não devem reparar nesse problema, o jeito é relevar.

    O lado bom é que o filme tentou resolver os problemas do primeiro, mas ainda falta ir além para sair da mesmice e realmente encantar como um grande filme Disney.