Entrevista: Katherine Waterston fala sobre seguir passos de Sigourney Weaver em Alien

Atriz falou também de retorno a Animais Fantásticos e Onde Habitam

10/05/2017 13h10

Por Daniel Reininger

Alien: Covenant marca o retorno de Ridley Scott à franquia que criou em 1979 e ainda traz de volta um elemento clássico do longa: uma heroína de ação forte interpretada por Katherine Waterston. Assim como Ripley na quadrilogia original, Daniels precisa enfrentar uma situação de extremo risco e fazer de tudo para sobreviver.

Para saber um pouco mais sobre o filme e a protagonista, conversamos com a atriz em um bate-papo descontraído por telefone. Confira:

Heroína de ação

Katherine falou sobre a maior motivação para estrelar esse filme. "Sem dúvida foi a oportunidade de trabalhar com Ridley Scott, além disso, sou uma grande fã de Alien. O elenco é ótimo, pude trabalhar novamente com Michael Fassbender (David). Era a combinação perfeita, nunca tive dúvidas sobre participar do longa", conta.

Sobre a chance de se tornar um ícone do cinema de ação, a atriz se diz muito feliz. "É muito legal seguir os passos de Sigourney Weaver, eu a amo e adoro os filmes, então é algo incrível. Daniels se torna uma heroína de ação conforme o filme progride e precisa lutar pela própria vida. Ela não sabia que teria que lutar para sobreviver e não faz ideia se pode ou não vencer, mas luta para isso e ao interpretá-la, eu não queria algo masculinizado e acho que conseguimos", explica.

Alien: Covenant

Sobre sua personagem, complementa: "Como no original, a tripulação possui pessoas preparadas para combate, mas a maioria é composta de cientistas ou colonos, afinal é uma nave colonizadora. Para mim, era importante Daniels agir como uma cientista, dentro dos conhecimentos que ela possui, mas lutar por sua sobrevivência sempre. Como o resto da tripulação, ela sabe manusear uma arma, afinal era importante todos terem a capacidade de lutar caso necessário, mas ela não é uma guerreira.".

+ Leia a crítica

Katherine ainda comentou sobre sua cena preferida: "Fazer esse tipo de filme é uma experiência única e fiz a maioria das cenas de ação. Adorei cada uma delas e é até difícil escolher uma. Acho que o meu momento preferido está nos trailers e espero que vá para o cinema: na cena, estou pendurada do lado de fora de uma espaçonave, tentando me equilibrar. Filmar aquilo foi incrível", conta.

A atriz conta como buscou inspirações além dos filmes da própria cinesérie e 007 foi uma das fontes. "Li muito Carl Sagan, também me baseei no heroísmo de Daniel Craig como James Bond, que nem sempre sabia se poderia sair vivo da situação em que se encontrava. Vi muitos filmes de ação, mas acho que é o ator que cria o personagem, ele traz todas essas influências, mas no fim do dia é o ator que realmente cria o que é visto na tela", afirma.

Alien - Covenant

Covenant

Covenant é a sequência de Prometheus, mas é também prólogo de Alien - O Oitavo Passageiro, e Katherine tentou explicar como o longa se encaixa na franquia, mas sem dar spoilers. "Prometheus começa a explicar a origem dessas criaturas e continuamos a mostrar como elas encontram a humanidade e as consequências desse encontro. Scott viu espaço para continuar a história e fazer um prólogo de Alien e ainda aproveitou para explorar mais essa história que ele ama tanto. Vocês vão entender melhor no cinema", explica.

+ Confira a cronologia de Alien

A atriz conta que ficou assustada em varias situações das filmagens e espera que esse terror chegue ao espectador. "Em vários momentos não era preciso nem atuar, afinal os sustos eram reais. O momento mais assustador para mim foi numa cena em que estou de traje espacial fugindo de uma criatura. Eu tinha que realmente escalar o cenário e tinha um ator me seguindo. A roupa era pesada, mal podia me mexer, não enxergava muito e tinha que me mover rapidamente para fugir. É por isso que crianças brincam de pega-pega, ser perseguido libera adrenalina, mesmo não sendo real", revela.

Sobre as criaturas do longa, ela não quis revelar muito. "Acho mais legal vocês descobrirem sobre os Xenomorfos assistindo ao filme, mas será algo nunca antes visto. Pensem que os personagens do filme também não conheciam essas criaturas e as verão pela primeira vez, a audiência precisa ter essa mesma sensação", afirma.

Retorno de Scott à Alien

Ela também comentou sobre a experiência de trabalhar com Ridley Scott em um filme da franquia Alien. "Scott não se apegava ao passado, ele analisava tudo de forma fria e não fazia questão que as coisas seguissem de um jeito especifico como eram no passado. Não quero dizer que ele agia de forma casual, não é isso, ele tem muita energia e paixão pelo filme, mas ele não se apega a detalhes, porque ele gosta de ter e dar liberdade no set", conta.

Alien

Scott incentivava ideias do elenco. "Amo que Scott tenta fazer coisas diferentes e nos surpreende. Ele aceitava sugestões e era muito aberto no set. Ele sempre dizia 'me diga o que você está pensando e eu te digo se é algo estúpido ou se podemos fazer'. Ele definia o tom do set e nós estávamos livres para opinar. Ele criava um clima agradável o tempo todo", explica. 

Animais Fantásticos e Onde Habitam 2

Katherine ainda comentou sobre o futuro. "Vou começar a gravar Animais Fantásticos e Onde Habitam 2 em breve e espero estar de volta na sequência de Alien também, mas ainda não posso confirmar se estarei ou não (risos). Além disso, estou focada em outras coisas, acabei agora A Guerra das Correntes [de Alfonso Gomez-Rejon] e State Like Sleep [de Meredith Danluck], entre outros projetos. Posso dizer que estou muito feliz com minha carreira nesse momento", finaliza.

Alien: Covenant estreia na próxima em 11 de maio. Confira a crítica e assista ao trailer: