Entrevista: "Marty McFly é o meu Homem-Aranha", diz Tom Holland

Ator fez sua estreia em Guerra Civil

05/07/2017 17h59

Por Daniel Reininger

Homem-aranha está de volta à Marvel com um dos melhores filmes já feitos sobre o aracnídeo. Apresentado em Capitão América: Guerra Civil, Tom Holland é destaque como novo Peter Parker, afinal caiu como uma luva para o papel. O jovem ator explica um pouco sobre o filme, a dinâmica entre Marvel e Sony e, claro, os Vingadores em uma entrevista exclusiva. Confira:

Novo Herói

Sobre viver o personagem, o ator conta que procurou novos caminhos. "Meu objetivo era fazer algo nunca feito antes. Então eu mergulhei na pesquisa para encontrar coisas novas sobre o Homem-Aranha e especialmente Peter Parker", explicou Holland.

Além disso, trabalhar em Guerra Civil ajudou o ator a encontrar o tom do personagem. "Muito do trabalho feito em Capitão América 3 já mostrava o que eles queriam fazer com o Homem-Aranha. Para mim, o mais complicado foi elaborar a partir daí. Tive sorte de ter boa orientação e um bom time. Então eu nunca estive sozinho e, por isso, sou muito grato", conta o ator.

Marvel e Sony

Holland explica que a Marvel e a Sony colaboraram muito bem com o diretor Jon Watts para criar uma nova versão do Aranha. "Não acho que Marvel pensou que teria essa oportunidade. E é por isso que eles realmente apostaram tudo neste filme. Eu acho que Kevin Feige (o presidente do Marvel Studios) mandou bem nos últimos três anos com Homem-formiga, Guardiões Da Galáxia e Doutor Estranho, afinal são três filmes de sucesso e de gêneros diferentes. Era importante que Jon e eu fizéssemos o mesmo".

Homem-Aranha

E a relação com o diretor era sempre positiva. "Jon e eu tivemos uma relação muito boa, bem colaborativa, porque ele está sempre aberto a ideias. Ele permitia que eu improvisasse e cometesse erros, o que para um ator é muito valioso. Se você estiver em um ambiente onde se sinta livre para cometer erros, é aí que acha o seu melhor trabalho. E Jon foi muito bom em proporcionar esse ambiente para mim", afirma Tom.

O ator utilizou filmes antigos como inspiração, em especial De Volta Para O Futuro. "Marty McFly é o meu Homem-Aranha. Ele é tão cheio de vida, tão inocente, tão pateta, tão legal da maneira menos cool possível. Isso era exatamente o que eu queria trazer para a tela. Eu assisti a esse filme 10 ou 15 vezes ao longo das filmagens de Homem-aranha: De Volta Ao Lar. Então, ele foi definitivamente minha principal influência".

Peter Parker

Aos 20 anos, Holland é o ator mais novo a viver o Homem-Aranha. "Torná-lo mais jovem foi uma decisão muito inteligente da Marvel porque o deixa mais próximo do público e é bom poder ver alguém tão incrível quanto o Homem-Aranha passar pelas mesmas coisas que os jovens estão passando. Porém, também atrai uma audiência mais velha, porque todos foram para a escola um dia", explica.

Para o ator, o longa é sobre ser um adolescente. "É uma dinâmica muito interessante e diferente de qualquer um dos filmes anteriores, porque ele definitivamente é legal, mas não de um jeito cool. Possui algo que os filmes de super-heróis não tocaram, sobre como a vida fora do uniforme é mais importante do que sua vida com uniforme", explica Holland.

Homem de Ferro e o MCU

A tentativa de Peter se aproximar de Tony Stark (Robert Downey Jr.), apesar de só conseguir encontrar Happy Hogan (Jon Favreau), cria uma das melhores interações do longa. "É muito engraçado porque você vê esse homem de 40 anos com ciúmes de um garoto e esse menino com ciúmes desse homem de 40 anos, afinal, Tony é uma figura paterna para Peter e é para quem ele pede conselhos, embora às vezes Stark não seja a melhor pessoa para isso. Entretanto, na maioria das vezes são boas dicas e esse é um relacionamento que eu realmente espero que possamos explorar mais no futuro".

Homem-Aranha

Sem falar que a necessidade de Peter procurar ajuda com alguém mais experiente é crucial para o longa. "Eu acho engraçado Tony dar conselhos a Peter e Peter não aceitá-los e, por isso, acaba por cometer muitos erros. Então, ele realmente passa por uma enorme curva de aprendizado e, no final, Peter Parker ainda tem muito a aprender".

Para o ator, a prioridade da Marvel sempre foi contar a história de Peter, ambientada num mundo maior e não ao contrário. "De Volta ao Lar é definitivamente um filme do Homem-Aranha que por acaso está nesse universo louco no qual outros super-heróis existem. Ele precisa descobrir seu lugar em Nova York e seu lugar no universo e, espero, seu lugar nos Vingadores. Então eu realmente não sei o que o futuro reserva para o Homem-Aranha, mas espero que seja tão excitante quanto este filme", explica.

Veja o trailer do filme que estreia no dia 6 de julho: