Exclusivo: "Foi uma experiência desafiadora e gratificante", dizem diretores sobre A Noite do Jogo

Longa chega aos cinemas hoje, dia 10 de maio

10/05/2018 14h29

Por Thamires Viana

A Noite Do Jogo chega hoje (10) aos cinemas como uma comédia com ar de suspense que promete agradar aos fãs de ambos os gêneros. Com Jason Bateman (Juno) e Rachel Mcadams (Meninas Malvadas) no elenco, a trama acompanha um casal mega competitivo, Max e Annie, que se envolve em um jogo perigoso envolvendo sequestro, máfia e muita ação.

+ Confira a nossa crítica

Para saber melhor sobre os personagens e o processo de criação do filme, conversamos com os diretores Jonathan Goldstein e John Francis Daley, que nos contaram que estão muito felizes com o resultado e revelaram que a escolha do casal foi certeira para fazer do filme um sucesso.

Confira o bate-papo:

O que atraiu vocês para A Noite do Jogo?

JONATHAN GOLDSTEIN: Foi o roteiro (escrito por Mark Perez) muito inteligente com grandes reviravoltas. Nós dois amamos porque é um tipo diferente de comédia, na medida em que não é puramente só uma comédia. Isso nos deu a oportunidade de fazer algo que mistura gêneros, e continuamos falando sobre o filme como um thriller cômico. Queríamos tentar reinventar o gênero e manter o público inteirado - começando com a maneira como jogamos com o logo da Warner Bros no início do filme. Imediatamente, o público perceberá que está assistindo algo que, surpreendentemente, é um pouco sinistro. Eles podem começar a se perguntar: "Oh, eu pensei que isso fosse uma comédia".

JOHN FRANCIS DALEY: Somos grandes fãs de reviravoltas e finais surpreendentes em filmes e não vemos isso com muita frequência no gênero da comédia. Então, foi uma chance divertida de flexionar não apenas o humor, mas também a surpresa!

Os diretores John Francis Daley e jonathan goldstein


Vocês tiveram algumas referências de filmes que tenham gostado ao longo dos anos usadas quando começaram a trabalhar A Noite do Jogo?

JOHN FRANCIS DALEY: Nós tentamos fazer do filme o que chamamos de "David Fincher de Leve", na medida em que evoca a iluminação mal-humorada e nervosa que ele usa em muitos de seus filmes. Também somos grandes fãs do Fargo - Uma Comédia De Erros dos Irmãos Coen, que é mais sombrio do que o nosso filme, mas combina o humor tradicional e a comédia de humor negro de uma maneira habilidosa.


Como funciona a divisão dos deveres da direção?

JONATHAN GOLDSTEIN: Nós fazemos tudo juntos. Às vezes desejamos ter que dividir ainda mais e nós provavelmente faríamos mais coisas dessa forma. Mas tendemos a fazer tudo no mesmo lugar e ter muita preparação antes de chegar ao set.

JOHN FRANCIS DALEY: Nós temos ideias parecidas sobre como as coisas devem acontecer, mas muitas vezes discordamos e é aí que algumas das melhores ideias vêm, porque é bom ter alguém que você possa dar ideias de criar algo mais refinado do que seria se estivesse vindo de apenas um cérebro.


E como resolvem os conflitos?

JOHN FRANCIS DALEY: Geralmente quem vence a briga [risos].

JONATHAN GOLDSTEIN: Você sabe, fica bem sangrento. Sério, a melhor ideia vence. Com a comédia, é sempre bom ter muitas coisas alternativas com as quais você pode brincar na sala de edição e, às vezes, algo que você tem certeza de que vai funcionar, não funciona quando você a vê no corte. É sempre bom ter várias opções.


Jason Bateman e Rachel McAdams interpretam um casal no filme, e estão no centro da comédia e da ação. Como foi a dinâmica deles?

JOHN FRANCIS DALEY: Eles se complementam muito bem. Foi refrescante ver Rachel em uma comédia, porque ela não fazia uma em anos. Eles têm energias muito diferentes que se encaixam muito bem.

JONATHAN GOLDSTEIN: Tão diferentes quanto Jason e Rachel são um do outro, eles compartilham um estilo de atuação discreto. Recentemente, vimos Jason na série Ozark, que destaca suas habilidades como ator dramático. E Rachel sempre foi uma atriz naturalista. Você coloca os dois juntos e parece que eles são um casal há muitos anos.

Qual foi a abordagem para inserir os outros atores no filme e também a escalação de membros da equipe?

JONATHAN GOLDSTEIN: Nós escolhemos pessoas que você não vê frequentemente em comédias, como Kyle Chandler (O Lobo De Wall Street) e Jesse Plemons (Breaking Bad). Nós selecionamos nossa equipe como se fossem os atores - eles são mais conhecidos por seus trabalhos dramáticos. Nosso compositor Cliff Martinez fez sua estreia na comédia com A Noite Do Jogo. Ele marcou vários filmes de Steven Soderbergh (Como Sexo, Mentiras e Videotape, 1989).

JOHN FRANCIS DALEY: Nossa nota principal com todos os atores não foi para a comédia. Trate A Noite Do Jogo como se fosse um thriller e o humor vem naturalmente disso porque você de repente elevou as apostas e não as está traindo com piadas. Ouvimos a mixagem final de Cliff e sabíamos desde o início que queríamos quase que inteiramente uma partitura de sintetizador porque evoca a diversão mal-humorada dos filmes dos anos 80 que acontecem em uma noite. Ouvi-lo ir nessa direção com essa inclinação moderna foi uma das partes mais empolgantes de fazer o filme.

JONATHAN GOLDSTEIN: Tivemos longas conversas com nosso diretor de fotografia, Barry Peterson, sobre composições visuais de filmes que amamos e nos inspiraram. Nosso desenhista de produção, Michael Corenblith, que trabalhou principalmente em dramas, tinha uma ótima frase que adotamos, que era: "Se você assistisse a esse filme sem o som, não deveria saber que é uma comédia." Isso demonstra muito o que fizemos.

A Noite do Jogo é sobre pessoas competitivas. Quem é o mais competitivo entre vocês dois?

JOHN FRANCIS DALEY: Não nos pergunte isso, porque somos tão competitivos que vamos começar a lutar! [Risos]

JONATHAN GOLDSTEIN: Eu sou definitivamente o mais competitivo e não me importo com o que John diz.

JOHN FRANCIS DALEY: Jonathan está errado! [Risos]


No filme, há um forte elemento de rivalidade entre os personagens de Jason Bateman e Kyle Chandler (que são irmãos). Alguma vez vocês se envolveram com esse tipo de brincadeira com um irmão ou irmã?

JONATHAN GOLDSTEIN: Bem, eu tenho um irmão que é três anos mais velho que eu e ele não era fácil comigo quando eu era criança. Jogamos muitos jogos juntos, mas a vantagem de sua idade permitiu que ele quase sempre ganhasse. Parte disso transparece na noção do filme de que o Max (Bateman) nunca venceu o Brooks (Chandler) em nada.

JOHN FRANCIS DALEY: Eu sou filho único, mas isso provavelmente me tornou mais competitivo em alguns aspectos, porque você começa a ter uma opinião elevada sobre si mesmo. Então, eu comecei a organizar noites de jogos toda semana com meus amigos mais competitivos e isso ficou feio entre nós porque levamos tudo a sério. O que é divertido e relacionado ao conceito de noites de jogos é que é uma maneira de desabafar. Elas geralmente acontecem no final de uma longa semana de trabalho e é uma chance de realmente flexionar esse músculo competitivo.


Qual os seus jogos de tabuleiro favoritos?

JOHN FRANCIS DALEY: Eu sou um grande fã do Stratego (Conhecido como Combate aqui no Brasil). É apenas um jogo para duas pessoas, mas é como uma combinação de Adivinha Quem? e Xadrez, que eu acho que é uma mistura legal.

JONATHAN GOLDSTEIN: Eu sempre amei o Jogo da Vida porque é tão injusto. Basicamente, seu destino é determinado nos primeiros cinco minutos do jogo. Você é um médico ou uma pessoa com menos salário.

O que vocês esperam que o público tire de A Noite do Jogo?

JOHN FRANCIS DALEY: O maior elogio que recebemos das primeiras exibições do filme foram as pessoas dizendo: "Eu nunca vi nada assim", de uma maneira boa. E se a maioria das pessoas que vivenciar este filme sair sentindo que ele é único, diferente e especial, então nós realizamos o que nos propusemos a fazer.

JONATHAN GOLDSTEIN: Este filme é muito interessante, pois é implacável na forma como as revelações se desdobram em quase todas as cenas. Há piadas engraçadas porque você não as vê chegando. Nós realmente tentamos fazer com que parecesse diferente das comédias tradicionais, e essa foi uma das experiências mais desafiadoras e gratificantes.

Confira o trailer oficial de A Noite Do Jogo: